Pai e madrasta de Valentina acusados do homicídio da criança

Sandro e Márcia Bernardo arriscam 25 anos de cadeia por terem assassinado a menina em Atouguia da Baleia, Peniche, em maio passado. O crime chocou o país pela barbaridade com que foi cometido.

Pai e madrasta de Valentina acusados do homicídio da criança

Pai e madrasta de Valentina acusados do homicídio da criança

Sandro e Márcia Bernardo arriscam 25 anos de cadeia por terem assassinado a menina em Atouguia da Baleia, Peniche, em maio passado. O crime chocou o país pela barbaridade com que foi cometido.

O pai e madrasta de Valentina foram formalmente acusados pelo Ministério Público de homicídio qualificado e profanação de cadáver e abuso e simulação de sinais de perigo.

Sandro e Márcia Bernardo arriscam 25 anos de cadeia por terem assassinado a menina em Atouguia da Baleia, Peniche, em maio passado. O crime chocou o país pela barbaridade com que foi cometido.

O corpo de Valentina foi escondido numa zona florestal depois de o pai ter dado o alerta para o seu desaparecimento. A menina foi procurada durante mais de dois dias até que o pai confessou onde deixou o cadáver. A autópsia revelou que a criança de 9 anos foi torturada durante mais de 10 horas e morreu vítima de uma lesão craniana após o próprio pai a ter tentado estrangular.

Valentina vivia com a mãe e foi passar o período de quarentena com o pai, Sandro, a madrasta e os irmãos.

Sandro Bernardo, em prisão preventiva desde o início de maio tentou o suicídio duas vezes.

LEIA MAIS Homem investigado por crimes sexuais assassinado com tiros nos olhos

Impala Instagram


RELACIONADOS