Organização Mundial de Saúde declara Guiné-Bissau livre de poliomielite

A Organização Mundial de Saúde declarou a Guiné-Bissau livre de poliomielite, uma infeção que pode provocar a paralisia infantil, refere-se num comunicado divulgado hoje à imprensa por aquela agência das Nações Unidas.

Organização Mundial de Saúde declara Guiné-Bissau livre de poliomielite

Organização Mundial de Saúde declara Guiné-Bissau livre de poliomielite

A Organização Mundial de Saúde declarou a Guiné-Bissau livre de poliomielite, uma infeção que pode provocar a paralisia infantil, refere-se num comunicado divulgado hoje à imprensa por aquela agência das Nações Unidas.

Segundo o comunicado, a decisão foi tomada durante a reunião realizada em Dacar, Senegal, entre 08 e 12 de abril, da Comissão Regional de Certificação e Erradicação da Poliomielite para África da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Atualmente, segundo a OMS, em África apenas a Nigéria, África do Sul, Camarões, Guiné Equatorial, Sudão do Sul e República Centro-Africana não conseguiram alcançar aquele estatuto.

No comunicado, a OMS felicita o Ministério da Saúde pelo “feito histórico” e “alerta para a responsabilidade que o país assume para manter o estatuto”.

“É necessário continuar a vigilância ativa das paralisias flácidas agudas, mantendo assim o sistema nacional de vigilância tão sensível ao ponto de não deixar escapar nenhum caso de pólio”, adverte a OMS.

Para a OMS, o sistema nacional de saúde guineense deve criar condições e meios necessários para “continuar as atividades inerentes para evitar perder o estatuto no futuro”.

MSE // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS