Oeiras atualiza prejuízos para mais de 12 milhões de euros

Os prejuízos em Oeiras provocados pelas fortes chuvas registadas desde a semana passada são superiores a 12 milhões de euros, ao nível das infraestruturas municipais e em estabelecimentos comerciais, informou hoje a câmara do distrito de Lisboa.

Oeiras atualiza prejuízos para mais de 12 milhões de euros

Oeiras atualiza prejuízos para mais de 12 milhões de euros

Os prejuízos em Oeiras provocados pelas fortes chuvas registadas desde a semana passada são superiores a 12 milhões de euros, ao nível das infraestruturas municipais e em estabelecimentos comerciais, informou hoje a câmara do distrito de Lisboa.

Numa atualização aos números revelados hoje pelo presidente da autarquia, Isaltino Morais (independente), a câmara refere que “a estimativa de prejuízos verificados em infraestruturas municipais seja um montante de cerca de sete milhões e 600 mil euros”. Nos 259 espaços comerciais visitados pelos serviços da autarquia até ao final da manhã de hoje foram ainda apurados prejuízos na “ordem dos cinco milhões de euros”, acrescenta o município na nota.

Para ler depois
Manuel Pinho e Ricardo Salgado acusados de corrupção
Manuel Pinho e o ex-banqueiro Ricardo Salgado foram hoje acusados de corrupção e branqueamento de capitais, no âmbito do processo EDP (… continue a ler aqui)

Na semana passada, após a precipitação registada nos dias 07 e 08, a autarquia contabilizou 3,6 milhões de euros de prejuízos no comércio local e anunciou a criação de um fundo de apoio de 1,5 milhões de euros. Na nota agora divulgada, a Câmara Municipal explica que a percentagem do apoio irá variar em função do escalão dos prejuízos: “Começa em 50% em prejuízos que vão até cinco mil euros e termina em cerca de 20% nos prejuízos acima dos 100 mil euros”.

“A Câmara Municipal de Oeiras prevê que a partir do dia 15 de janeiro já estarão reunidas as condições para fazer esses pagamentos”, lê-se na nota. Hoje de manhã, o presidente da Câmara Municipal visitou com a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, os locais afetados pelo mau tempo no concelho, na noite de 07 para 08 de dezembro e na terça-feira (dia 13).

A Baixa de Algés ficou na terça-feira de manhã “intransitável” devido às fortes chuvas registadas durante a noite, tal como na semana passada, quando se verificou a morte de uma mulher de 75 anos, na sequência de uma inundação na sua habitação. Ruas, lojas, restaurantes, habitações, estacionamentos e a estação de Algés, que ficou a funcionar na quarta-feira à noite, foram fortemente afetados pelo mau tempo.

O Centro de Saúde deverá, segundo o presidente de Oeiras, reabrir nos próximos dois a três dias, podendo os utentes utilizar os centros de Linda-a-Velha ou Carnaxide em alternativa. A Proteção Civil registou mais de 7.950 ocorrências em território nacional, das quais 4.841 inundações, e 88 desalojados desde a semana passada, quando começou o quadro de instabilidade meteorológica.

Num ponto de situação feito hoje à agência Lusa, com dados desde as 00:00 de dia 07 e até às 08:00 de hoje, José Costa, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), disse que estiveram envolvidos nas operações 29.651 operacionais e 9.803 meios terrestres. Os distritos mais afetados foram Lisboa, com 4.281 ocorrências, Setúbal (849), Santarém (461), Coimbra (343) e Portalegre (307).

Impala Instagram


RELACIONADOS