O resgate impossível: Mineiros abandonam o poço após nova falha no tubo

Esta novo atraso levou os mineiros a abandonar o local, uma vez que ainda vai demorar a chegar o momento de estes descerem e começarem os trabalhos.

O resgate impossível: Mineiros abandonam o poço após nova falha no tubo

Esta novo atraso levou os mineiros a abandonar o local, uma vez que ainda vai demorar a chegar o momento de estes descerem e começarem os trabalhos.

O resgate de Julen converte-se, a cada minuto que passa numa missão impossível. Todos os dias têm surgido contratempos que atrasam cada vez mais o momento em que as autoridades encontram o menino.

Depois de todos os esforços para adaptar o terreno aos tubos, uma nova falha foi detetada a cerca dos 50 metros de profundidade. Esta novo atraso levou os mineiros a abandonar o local, uma vez que ainda vai demorar a chegar o momento de estes descerem e começarem os trabalhos. O poço vai ter de ser novamente perfurado.

Os mineiros, com mais de 10 anos de experiência, chegou a Málaga na passada semana a bordo de um avião militar facilitado pelo Ministério da Defesa.

LEIA MAIS: Esta é a cápsula de 300 quilos que vai levar os mineiros até Julen

Este não é o primeiro erro

Ontem, dia 22, as autoridades deram-se conta do primeiro erro no túnel.  O túnel escavado para chegar até Julen apresentou um desvio lateral de cerca de um metro, dificultando a tarefa de encaixar os tubos metálicos de 6 metros de diâmetro com que se pretende reforçar as paredes antes de fazer descer os mineiros.

 

Mais de uma semana depois de a criança ter caída no poço, as esperanças de a encontrar com vida são já reduzidas, mas a equipa de mais de quase pessoas continua a trabalhar de dia e noite. O solo demasiado rochoso tem sido um dos principais entraves nos trabalhos.

Ao décimo dia de operações de resgate, a probabilidade de encontrar o menino com vida é cada vez menor. No entanto, o responsável pelos trabalhos para resgatar a criança, Ángel García, não perde a esperança.

«Continuamos a trabalhar sem descanso, sentimos que estamos cada vez mais perto de Julen», afirmou esta terça-feira, dia 22 de janeiro, em conferência de imprensa.

«Às 2h30 da madrugada começou a operação de revestimento do túnel vertical e às 6h15, quando estavam já introduzidos 42 metros [de placas de metal], surgiram irregularidades nas paredes», explicou, citado pelo jornal espanhol ‘El Mundo’.

Julen de dois anos caiu num poço de 107 metros de profundidade, em Málaga, no dia 13 de janeiro. Desde então que as autoridades, populares e empresas têm mobilizado esforços para tentar resgatar a criança. O caso está a captar a atenção de todo o mundo e como prova disso é uma publicação feita no Facebook que, em minutos, se tornou viral.

Nesse texto, que conta com mais de 170 mil partilhas, um homem chamado Sérgio Macedo refere todos os trabalhos que têm vindo a ser executados nas operações de resgate de Julen.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS