Novo filme de Tiago Guedes estreia-se no sábado no Festival de Cinema de Guadalajara

O novo filme do realizador português Tiago Guedes, “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas”, terá estreia mundial no sábado no Festival de Guadalajara, no México, onde estará em competição, foi hoje anunciado.

Novo filme de Tiago Guedes estreia-se no sábado no Festival de Cinema de Guadalajara

Novo filme de Tiago Guedes estreia-se no sábado no Festival de Cinema de Guadalajara

O novo filme do realizador português Tiago Guedes, “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas”, terá estreia mundial no sábado no Festival de Guadalajara, no México, onde estará em competição, foi hoje anunciado.

“‘Tristeza e Alegria na Vida das Girafas’, o mais recente filme de Tiago Guedes, estreia mundialmente no Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, no México, na Competição Internacional de Longas Metragens. A estreia está marcada para o dia 08 de março e contará com a presença do realizador, da atriz principal Maria Abreu, e do produtor Frederico Serra”, refere a Portugal Film, agência de promoção do cinema nacional, num comunicado hoje divulgado.

O filme é uma adaptação ao cinema de uma peça de teatro de Tiago Rodrigues, apresentada pela primeira vez na Culturgest, em Lisboa, em 2011, numa produção da companhia Mundo Perfeito.

“Tristeza e Alegria na Vida das Girafas”, com música de Manel Cruz, conta no elenco, além de Maria Abreu, com Tonan Quito, Miguel Borges, Miguel Guilherme, Gonçalo Waddington e Tiago Rodrigues.

O filme, uma longa-metragem de ficção, “aborda o tema da ausência e da dor do crescimento de uma forma invulgar”, relatando “a história de uma que para resolver um problema decide partir em busca da única pessoa que julga poder ajudá-la: o primeiro ministro”.

“Tristeza e Alegria na Vida das Girafas” marca o regresso de Tiago Guedes ao cinema, cinco anos depois da curta-metragem “Coro dos Amantes”.

Tiago Guedes, de 47 anos, que além de realizador é argumentista e encenador, é ainda responsável pelos filmes “Coisa Ruim” (2006), “Acordar” (2001) e “O Ralo” (1998).

JRS (CP) // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS