Neve no norte de Itália provoca um morto e obriga a cancelar comboios e fechar estradas

Uma pessoa morreu e as autoridades italianas cancelaram mais de 30 comboios regionais e cortaram estradas devido à forte queda de neve hoje no norte do país, deixando Milão coberto por uma camada branca de mais de 15 centímetros.

Neve no norte de Itália provoca um morto e obriga a cancelar comboios e fechar estradas

Neve no norte de Itália provoca um morto e obriga a cancelar comboios e fechar estradas

Uma pessoa morreu e as autoridades italianas cancelaram mais de 30 comboios regionais e cortaram estradas devido à forte queda de neve hoje no norte do país, deixando Milão coberto por uma camada branca de mais de 15 centímetros.

Uma pessoa morreu e as autoridades italianas cancelaram mais de 30 comboios regionais e cortaram estradas devido à forte queda de neve hoje no norte do país, deixando Milão coberto por uma camada branca de mais de 15 centímetros.

A tempestade ocorreu durante a madrugada de hoje e provocou a queda de várias árvores e interrupções no tráfego, tendo um homem, de 76 anos, morrido na rua, coberto de neve.

A empresa ferroviária Trenitalia suspendeu 38 comboios regionais no norte do país, especialmente entre as regiões da Lombardia, Piemonte e Ligúria, e, em Milão, capital da Lombardia, as autoridades locais implementaram um plano de intervenção urgente devido à camada de neve que cobria as ruas.

Os serviços de saúde também notificaram três casos de ataques cardíacos de pessoas que removiam a neve com pás nas calçadas em frente às suas casas.

As autoridades locais mobilizaram dezenas de limpa-neves para as estradas principais, mas muitas ruas secundárias continuam inacessíveis, tendo várias carreiras de autocarros sido interrompidas.

Uma mulher ficou ligeiramente ferida devido à queda de um poste de luz. A mulher sofreu um ferimento na cabeça, mas está consciente e a sua vida não está em perigo, segundo a imprensa local.

Em Veneza, as autoridades ativaram o sistema de diques, conhecido como Mose, para proteger a cidade de inundações, e o Centro de Controlo de Marés do município calculou que, nas próximas horas, se registará uma maré máxima de 130 centímetros acima do nível médio do mar.

O túnel de Grand Saint-Bernard, na fronteira com a Suíça, foi fechado a veículos pesados de mercadorias, mas, até agora, ainda não foi colocado qualquer limite à circulação no túnel Mont-Blanc, na fronteira com a França.

Após atingir Milão, o mau tempo deverá afetar o sul do país, especialmente Campânia (região de Nápoles), onde são esperadas chuvas fortes. Roma também enfrentou hoje fortes chuvas e ventos.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS