Navio de carga estrangeiro encalha em Cabo Verde com possível derrame de combustível

O navio de carga estrangeiro “Deimos Panamá” encalhou hoje na ilha cabo-verdiana do Fogo, por causas ainda por apurar, mas terá vazado combustível que está a provocar forte odor nas imediações, segundo fontes oficiais.

Navio de carga estrangeiro encalha em Cabo Verde com possível derrame de combustível

O navio de carga estrangeiro “Deimos Panamá” encalhou hoje na ilha cabo-verdiana do Fogo, por causas ainda por apurar, mas terá vazado combustível que está a provocar forte odor nas imediações, segundo fontes oficiais.

“A única informação que posso dar neste momento é para confirmar que houve este acidente marítimo de encalhe deste navio estrangeiro no porto de Vale dos Cavaleiros”, disse à agência Lusa o capitão dos Portos de Sotavento de Cabo Verde, Manuel Claudino.

A mesma fonte informou ainda que um rebocador já zarpou do porto da Praia e deverá chegar à ilha do Fogo ainda esta tarde para se inteirar da situação e ver que operação deve ser feita.

A notícia foi avançada pela agência cabo-verdiana de notícias, Inforpress, indicando que o navio encalhou à saída do porto de Vale dos Cavaleiros, após descarregar cimento na ilha do Fogo.

Algumas testemunhas no local relataram à Inforpress que o navio, de 94 metros de comprimento, 15 de largura, 5,5 metros de calado e com capacidade para mais de três mil toneladas de carga, terá sofrido uma avaria na máquina principal originando o acidente.

Segundo a mesma fonte, o navio terá sofrido alguns danos já que é visível o derrame de combustível e nas proximidades do porto sente-se o cheiro forte a gasóleo e vê-se alguns vestígios no mar.

A associação ambientalista Projeto Vitó, com base na ilha do Fogo, também fez um “alerta ambiental” na sua página oficial no Facebook, com uma foto no navio nas imediações do porto.

“O Navio ‘Deimos’ encalhou hoje nas imediações do porto de Vales de Cavaleiros na ilha do Fogo. No local nota-se um forte odor de combustível o que pode indicar algum vazamento”, deu conta a associação ambientalista cabo-verdiana.

“Alertamos para o risco ambiental de um derrame que pode afetar a orla costeira da cidade de São Filipe”, terminou o Projeto Vitó.

O coordenador do Projeto Vitó, Herculano Dinis, disse à Lusa que o “cheiro forte” a combustível foi constatado após uma visita ao local, suspeitando-se de derrame nas imediações.

Mostrando a sua preocupação, o responsável disse que, a confirmar-se, o derrame pode constituir um perigo para toda a essa orla costeira, que é frequentada por pessoas, para pesca, e também serve de desova das tartarugas marinhas.

Herculano Dinis salientou que se houver confirmação do derrame será uma matéria para a Direção Nacional de Ambiente, mas garantiu que a associação ambientalista que dirige vai seguir a situação e está disponível para ajudar no que for preciso.

Questionado sobre o possível derrame de combustível, o capitão dos Portos de Sotavento insistiu que só quando o reboque chegar ao local é que terá mais informações neste sentido.

“Não temos mais nenhuma informação oficial a dar sobre a ocorrência porque ainda não estamos no local”, vincou Manuel Claudino Monteiro.

 

RIPE // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS