Nasceu o bebé da mulher em morte cerebral. Parto foi de urgência e bebé estava «em complicações»

Nasceu o bebé Salvador, filho da jovem que está em morte cerebral desde dezembro do ano passado.

Nasceu o bebé da mulher em morte cerebral. Parto foi de urgência e bebé estava «em complicações»

Nasceu o bebé da mulher em morte cerebral. Parto foi de urgência e bebé estava «em complicações»

Nasceu o bebé Salvador, filho da jovem que está em morte cerebral desde dezembro do ano passado.

Já nasceu o bebé da jovem canoísta que está em morte cerebral desde dezembro do ano passado, no Hospital de São João, no Porto. O parto estava previsto para esta sexta-feira, 29 de março, mas foi antecipado devido a algumas complicações, avança a mesma publicação.

Com apenas 26 anos, e grávida de três meses, Catarina Sequeira entrou em morte cerebral, em dezembro de 2018, depois de sofrer um ataque de asma. Apesar de a jovem estar clinicamente morta, a equipa médica decidiu mantê-la viva para dar ao feto a oportunidade de se desenvolver.

«Vou amar o meu neto e já aceitei que a minha filha morreu. Quero levar o processo até ao fim, por mais doloroso que seja para que possa depois lembrá-la como a menina sorridente que sempre foi», diz Maria de Fátima Branco, mãe da jovem, citada pelo Correio da Manhã.

«Todos sofremos. Não há dor como esta. Nunca pensei. É preciso ter muita estaleca para aguentar isto. Se não querem compreender não compreendam mas tenham um bocadinho de respeito. Isto não é um programa de entretenimento, foi uma coisa que me aconteceu a mim e que futuramente poderá acontecer a mesma coisa a outra mãe», confessou a mãe de Catarina Sequeira, em entrevista à CMTV.

O parto ocorreu na madrugada desta quinta-feira entre as 4h30 e as 5h. O bebé nasceu com cerca de 1,6 quilos, com 27 semanas, e está internado no Serviço de Neonatologia, disse à Lusa fonte daquela unidade hospitalar. O parto foi induzido uma vez que o bebé estava a sofrer «complicações»m, afirma a avó do menino em direto na SIC. O funeral de Catarina Sequeira será nesta sexta-feira, às 14h30, em Crestuma.

Para poder avançar com a decisão de manter a jovem ligada ao suporte de vida, a família de Catarina reuniu-se com a Comissão de Ética daquela unidade de saúde, no Porto. Apesar dos riscos, a família decidiu seguir este caminho. «Não perdi a minha filha, perdi a ilusão de que poderia conservá-la sempre comigo», sublinha Maria de Fátima que ao longo dos últimos três meses tem visitado regularmente a filha.

LEIA MAIS
Pais de Julen estão a tentar engravidar após perderem os dois filhos
Pai da recém-nascida morta à facada: «Eu ainda amo a Rafaela, infelizmente»

Fotos: Catarina Sequeira ao serviço do Douro Canoa CLube, em 2012, © D.R.

Impala Instagram


RELACIONADOS