Namoradas inspiram-se em série para matar e desmembrar. Assassinas estão na mesma cela

Maria Malveira, de 19 anos, e Mariana Fonseca, de 23 anos, são suspeitas da prática dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver

Namoradas inspiram-se em série para matar e desmembrar. Assassinas estão na mesma cela

Maria Malveira, de 19 anos, e Mariana Fonseca, de 23 anos, são suspeitas da prática dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver

As namoradas estão em Tires, em prisão preventiva, depois de terem confessado o crime à PJ. Foram elas quem pediram para ficar juntas na cela.

As duas assassinas foram detidas na quinta-feira por suspeitas da morte do informático. Agiram por motivações económicas, para se apoderarem dos cerca de 70 mil euros que Diogo tinha recebido depois do atropelamento mortal da mãe, em 2016.

Maria Malveira, de 19 anos, e Mariana Fonseca, de 23 anos, são suspeitas da prática dos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver, ocorridos entre os dias 20 a 25 de março. Maria, segurança que prestava serviços no hotel onde trabalhava Diogo, mantinha com Diogo uma relação não assumida. Um triângulo amoroso misterioso e perigoso que resultou na morte e desmembramento do jovem de 21 anos.

Diogo estava apaixonado por Maria e oferecia-lhe presentes recorrentemente. Mas Maria estava apaixonada por Mariana, a terceira peça o triângulo.

Atraíram-no a casa e enquanto Mariana esperava no carro, Maria drogou-o com Diazepam e amarrou-o a uma cadeira com promessas de uma dança sensual. Aplicaram-lhe um mata-leão e terão cortado os dedos de Diogo Gonçalves para lhe conseguirem aceder ao telefone, chegando assim à sua conta bancária. Só no dia seguinte o desmembraram e espalharam o corpo por Sagres e Tavira. Ainda pensaram em arrancar-lhe os dentes para dificultar a identificação do cadáver, como viram na série policial Dexter, mas não conseguiram.

A cabeça do jovem foi encontrada perto de um lago no Pego do Inferno, no concelho de Tavira e o corpo decapitado e amputado de membros foi resgatado da base de uma arriba junto à Fortaleza de Beliche, em Sagres, a cerca de 150 quilómetros de distância.

 

 Leia a a sua revista sem sair de casa

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:

1 – Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2- Escolha a sua revista

3 – Clique em COMPRAR

4 – Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 – Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 – Não tem conta PayPal? Não há problema! Pode pagar através de transferência bancária!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

Texto: Marta Amorim; fotos: cedidas por postal.pt

Impala Instagram


RELACIONADOS