Museus cabo-verdianos com mais visitantes até junho do que em todo o ano de 2021

Os museus tutelados pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde receberam quase 11 mil visitantes nos primeiros seis meses do ano, número que já fica muito acima do registo em todo o ano de 2021.

Museus cabo-verdianos com mais visitantes até junho do que em todo o ano de 2021

Museus cabo-verdianos com mais visitantes até junho do que em todo o ano de 2021

Os museus tutelados pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde receberam quase 11 mil visitantes nos primeiros seis meses do ano, número que já fica muito acima do registo em todo o ano de 2021.

De acordo com os dados divulgados hoje pelo Instituto do Património Cultural (IPC), desse total de visitantes de janeiro a junho, 56% foram turistas e o antigo Campo de Concentração do Tarrafal, ilha de Santiago, atual Museu da Resistência, foi o mais visitado, com 35% do total.

Em todo o ano de 2021, os museus cabo-verdianos tinham recebido 8.466 visitantes, recorda o IPC.

“Este aumento reflete a retoma das atividades no pós-pandemia e os consequentes investimentos efetuados para a valorização do quadro museológico nacional. Estes, têm sido acompanhados de programas de divulgação que vão desde o contacto direto com o setor educativo e turístico, como no reforço dos mecanismos de comunicação digitais”, justifica o IPC.

Todos os museus geridos pelo IPC, organismo tutelado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, integram igualmente o portal de Internet www.museus.cv, traduzido em três idiomas e dispõem de páginas individuais nas redes sociais para partilha de conteúdos.

“São dados que atestam o valor que os bens culturais agregam aos destinos, ainda que o produto âncora esteja associado à natureza”, sublinha o IPC.

Cerca de 25% do Produto Interno Bruto e do emprego em Cabo Verde dependente do turismo, setor que paralisou em março de 2020, com a pandemia de covid-19, depois de um recorde de 819 mil turistas no ano anterior, mas desde o quatro trimestre de 2021 que o país assiste a uma retoma progressiva do setor.

Os museus cabo-verdianos já tinham registado um aumento de mais de 130% de visitantes em 2021, em comparação com a queda no ano anterior (3.639 em 2020) por causa da covid-19, mas ainda longe dos cerca de 30 mil em 2019.

Integram esta rede de museus a Casa da Morna Sodade, o Museu Etnográfico da Praia, o Museu da Tabanca, o Museu do Mar, o Museu Norberto Tavares, o Núcleo Museológico Cesária, a Casa Museu Eugénio Tavares, o Museu do Sal e o Museu de Arqueologia.

PVJ // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS