Mulher acusada por ex-companheiro de maltratar cães após este emigrar

Uma mulher começou a ser julgada no Tribunal de Vila Verde por maus-tratos a quatro cães. A acusação diz que a arguida tinha quatro cães no quintal de casa, aos quais não dava comida nem água, nem lhes limpava as fezes.

Mulher acusada por ex-companheiro de maltratar cães após este emigrar

Mulher acusada por ex-companheiro de maltratar cães após este emigrar

Uma mulher começou a ser julgada no Tribunal de Vila Verde por maus-tratos a quatro cães. A acusação diz que a arguida tinha quatro cães no quintal de casa, aos quais não dava comida nem água, nem lhes limpava as fezes.

Uma mulher começou a ser julgada no Tribunal de Vila Verde por maus-tratos a quatro cães. A acusação diz que a arguida tinha quatro cães no quintal de casa, aos quais não dava comida nem água, nem lhes limpava as fezes. A GNR, alertada pela associação local de Defesa dos Animais, foi à casa, em março de 2019, e teve de levar os canídeos ao veterinário.

Quem a acusa é o ex-companheiro, dono dos animais, segundo o JN, que avança a notícia. Segundo o queixoso, Emanuel Couto Senra, este levou a então companheira, Christen Alexandra Feteira, de 30 anos, para viver na casa da família em Cervães, porque esta tinha sido despejada. “Ela ficou de cuidar dos cães. Eu emigrei para ganhar dinheiro”, disse. O advogado da mulher contrapôs dizendo que esta “tinha um filho pequeno nos braços e não auferia qualquer rendimento que não fosse o do abono de família, 20 euros mensais”, afirmando ainda que  “os cães já estavam magros e sujos, e que, por falta de recursos não podia alimentá-los e tratá-los”.

A arguida não esteve na sala de audiências, por se encontrar no Luxemburgo, tendo ficado acordado que prestará depoimento por videoconferência a 11 de outubro.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS