Aborta em hospital, leva feto para casa e guarda-o no congelador

Uma mulher do Estado brasileiro de Mato Grosso teve um aborto espontâneo no hospital e, por medo, voltou a por o feto dentro de si congelando-o depois no congelador de sua casa.

Aborta em hospital, leva feto para casa e guarda-o no congelador

Uma mulher do Estado brasileiro de Mato Grosso teve um aborto espontâneo no hospital e, por medo, voltou a por o feto dentro de si congelando-o depois no congelador de sua casa.

Uma mulher de 36 anos, residente em Confresa, Mato Grosso, foi no passado domingo, 25 de novembro, à esquadra da polícia para apresentar uma queixa de agressões e injúrias que, supostamente, o ex-companheiro lhe tinha infligido, argumentando ainda que o antigo parceiro não poderia ficar com o filho porque tinha sofrido um aborto e precisava de ir ao hospital para tratamentos. No momento em que estava nas instalações policiais, as autoridades receberam uma denúncia anónima que afirmava que a mesma mulher guardava um feto humano no congelador do seu frigorífico. Ao chegar à residência, a mulher retirou o feto do frigorífico e tentou esconder dentro da sua roupa interior.

LEIA DEPOIS
Bebé raptado num hospital por mulher disfarçada de pediatra

Polícia deteve a mulher que admitiu ter sofrido aborto espontâneo

André Rigonato confirmou à Polícia que a mulher tinha estado no hospital

A Polícia Civil deteve de imediato a mulher que, em depoimento, admitiu que tinha sido vítima de um aborto espontâneo e que teria sido atendida num hospital de Confresa. A polícia tentou perceber a veracidade dos depoimentos da mulher e, questionando a unidade hospitalar, o funcionário André Rigonato confirmou a presença mas não esclareceu que tipo de assistência for prestado. A Polícia Judiciária Civil de Confresa assumiu o caso e já deu início a uma investigação para perceber o que realmente se passou.

Antes de chegar a casa e de colocar o feto no congelador, a mulher reintroduziu o feto na vagina e abandonou o hospital

Na sua declaração, a suspeita revelou que tinha medo de ser presa pelo aborto e, por isso, depois do feto ter sido expulso do seu corpo, introduziu-o de novo na sua vagina e foi para casa, onde escondeu o feto no congelador. Após as declarações, a mulher de 36 anos está agora a ser alvo de exames para se apurar se houve algum procedimento invasivo para a retirada do feto, se ingeriu alguma medicação para provocar o aborto ou se foi, realmente, um aborto espontâneo.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para sexta-feira, 22 de novembro
Libertada mulher que abandonou bebé encontrada coberta de formigas [vídeo]

Impala Instagram


RELACIONADOS