Motoristas da Uber ameaçam desligar aplicação

Em causa está a redução dos preços pela plataforma electrónica Uber, o que vai reduzir a margem de lucro aos motoristas.

Motoristas da Uber ameaçam desligar aplicação

Motoristas da Uber ameaçam desligar aplicação

Em causa está a redução dos preços pela plataforma electrónica Uber, o que vai reduzir a margem de lucro aos motoristas.

Grupos de motoristas da Uber convocaram através redes sociais uma acção de protesto já para este fim-de-semana. Em causa está a redução dos preços pela plataforma electrónica, o que vai reduzir a margem de lucro aos motoristas. O grupo convida os colegas a fazerem  “greve nacional de TVDE” no sábado, domingo e segunda-feira. Para tal, os motoristas devem desligar a aplicação.

Segundo um motorista no Porto contactado pela Lusa, o protesto surgiu no âmbito de vários grupos de motoristas que se reuniram nas redes sociais, nomeadamente no WhatsApp. Os preços estão previstos baixar desde hoje e os motoristas só foram avisados na quinta-feira. Está convocado ainda um encontro para segunda-feira, em Lisboa, no parque de Belém, pelas 10h, de onde partirão em marcha lenta até ao green hub da Uber nas Amoreiras.

No Porto já muitos motoristas terão aderido e desligado a app.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da UBER afirmou que “os motoristas podem escolher livremente estar ligados à aplicação, sendo que a Uber não impõe qualquer limitação nesse aspecto”, competindo-lhe “oferecer o melhor valor possível tanto a motoristas como utilizadores”, para poder “continuar a contar com a preferência de ambos”.

“Estes novos preços vão tornar o serviço ainda mais acessível para utilizadores e, simultaneamente, melhorar os rendimentos de motoristas”, um equilíbrio “essencial para que a mobilidade partilhada possa ser uma alternativa efetiva ao carro particular e continue a ser uma oportunidade económica atraente para parceiros e motoristas”, escreveu a mesma fonte, através de email.

Impala Instagram


RELACIONADOS