Mortes devido às chuvas duplicam este ano na Guatemala

A Guatemala já registou 65 mortos devido às chuvas este ano, mais do dobro das vítimas registadas em 2021, avançaram as autoridades de proteção civil do país.

Mortes devido às chuvas duplicam este ano na Guatemala

Mortes devido às chuvas duplicam este ano na Guatemala

A Guatemala já registou 65 mortos devido às chuvas este ano, mais do dobro das vítimas registadas em 2021, avançaram as autoridades de proteção civil do país.

A Agência Nacional de Redução de Desastres (Conred, na sigla em espanhol) da Guatemala disse que a província de Alta Verapaz, no norte do país, foi a mais atingida, com 15 mortes, seguindo-se as regiões de Huehuetenango (12) e da capital (11). Dados da Conred indicam que 15 das mortes devem-se ao furacão Julia, que atingiu a Guatemala este mês. Mais de 60 mil pessoas foram retiradas das suas habitações em 2022 no país da América Central, cuja estação chuvosa vai de maio a outubro de cada ano.

Cerca de 32% da população sofreu com as chuvas

Além disso, também em 2022, as enchentes e deslizamentos de terra gerados pelo excesso de chuvas afetaram 228 pontes e 290 escolas públicas em todo o território. O Conred soma 10 desaparecidos ligados às chuvas deste ano e 5,8 milhões de pessoas afetadas, num país com 18 milhões de habitantes, onde 60% da população vive na pobreza. Em 2021, as chuvas causaram 31 mortes, dois desaparecidos e afetaram mais de 1,4 milhões de pessoas na Guatemala. A América Central é uma das regiões mais vulneráveis à crise climática e com uma vasta população com menos recursos.

Meteorologia: Previsão do tempo para domingo, 23 de outubro 
Meteorologia: Previsão do tempo para domingo, 23 de outubro, em Portugal Continental e nos arquipélagos dos Açores e da Madeira. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS