Morreu o paleontólogo francês Yves Coppens, um dos “pais” de Lucy

O paleontólogo francês Yves Coppens, que descobriu vários fósseis de hominídeos, incluindo a famosa australopiteca Lucy, morreu hoje aos 87 anos, anunciou a sua editora, Odile Jacob.

Morreu o paleontólogo francês Yves Coppens, um dos

Morreu o paleontólogo francês Yves Coppens, um dos “pais” de Lucy

O paleontólogo francês Yves Coppens, que descobriu vários fósseis de hominídeos, incluindo a famosa australopiteca Lucy, morreu hoje aos 87 anos, anunciou a sua editora, Odile Jacob.

Yves Coppens morreu na sequência de doença prolongada.

Em 1974, Coppens e os colegas Maurice Taieb e Donald Johanson descobriram no vale de Afar, na Etiópia, o fóssil mais completo de um hominídeo, o de uma australopiteca com 3,2 milhões de anos, batizada com o nome de Lucy numa referência à canção dos Beatles “Lucy in the sky with diamonds” (Lucy no céu com diamantes) que os três escutavam enquanto faziam as escavações.

A descoberta de “Lucy” foi importante porque as ossadas revelavam sinais de que os australopitecos eram bípedes, uma das características definidoras do desenvolvimento dos seres humanos.

Colaborador dos Presidentes franceses Jacques Chirac e Nicolas Sarkozy, Yves Coppens, professor emérito no histórico Collège de France, presidiu a várias instituições científicas francesas e publicou mais de mil artigos e vários livros.

ER // ZO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS