Morreu a escritora Maria Alberta Menéres aos 88 anos

A escritora Maria Alberta Menéres, de 88 anos, morreu esta segunda-feira, ao final da tarde, em Lisboa, na sua residência.

Morreu a escritora Maria Alberta Menéres aos 88 anos

Morreu a escritora Maria Alberta Menéres aos 88 anos

A escritora Maria Alberta Menéres, de 88 anos, morreu esta segunda-feira, ao final da tarde, em Lisboa, na sua residência.

A escritora Maria Alberta Menéres morreu esta segunda-feira, 15 de abril, em Lisboa, na sua residência. A notícia é avançada pela filha da escritora, a cantora Eugénia Melo e Castro, através do Facebook.

«Minha mãe, adorada Maria Alberta Menéres foi escrever histórias, contos e poemas maravilhosos para o céu. Meu amor minha mãe adorada», escreveu.

Maria Alberta Menéres nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia, e é autora de mais de 69 livros para crianças, como «Conversas com versos» ou «O poeta faz-se aos 10 anos». A sua obra mais popular foi «Ulisses», com mais de 40 edições e mais de um milhão de exemplares vendidos. Também tem livros para adultos, sobretudo de poesia. Ao longo da carreira, definiu-se como poeta.

Para além da escrita, Maria Alberta Menéres dedicou-se ao ensino e à direção de programas infantis da RTP, entre 1974 e 1986. Criou a campanha de carácter solidário que ainda hoje se mantém, o «Pirilampo Mágico». Colaborou com vários jornais e foi diretora, de 1990 a 1993, da revista Pais & Filhos.

Posteriormente, exerceu funções enquanto assessora do provedor de Justiça, até 1998, tendo sido a responsável pelas primeiras linhas de apoio a Crianças e Idosos em Portugal.

A autora recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças, em 1986, «pelo conjunto da sua obra literária e pela manutenção de um alto nível de qualidade», lê-se no site da Porto Editora.

LEIA MAIS

Wikileaks divulgou relatório da PJ sobre o desaparecimento de Maddie. Leia aqui
Previsão do tempo para terça-feira, 16 de abril

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS