Miranda do Douro acolhe 600 desportistas em desafio transfronteiriço no Douro

Cerca de 600 atletas de várias modalidades desportivas e as respetivas comitivas são esperados de 01 a 03 de novembro em Miranda do Douro, para a primeira prova ibérica Duero-Douro Challenge, informou hoje a organização.

Miranda do Douro acolhe 600 desportistas em desafio transfronteiriço no Douro

Miranda do Douro acolhe 600 desportistas em desafio transfronteiriço no Douro

Cerca de 600 atletas de várias modalidades desportivas e as respetivas comitivas são esperados de 01 a 03 de novembro em Miranda do Douro, para a primeira prova ibérica Duero-Douro Challenge, informou hoje a organização.

“O Douro Challenge é um projeto que pretende potenciar a mobilidade, ao longo do rio Douro, em diversas vertentes desportivas que estarão em destaque neste território fronteiriço. Ao longo de toda a iniciativa, haverá diferentes atividades que serão desenvolvidas em contexto amador ou mais profissional”, disse à Lusa o presidente da Associação Ibérica de Municípios Ribeirinhos do Douro (AIMRD), Artur Nunes.

O Duero-Douro Challenge é um desafio multiespecialidade, tido como único na península Ibérica. É promovido pela AIMRD e pelo município de Miranda do Douro, no distrito de Bragança, ao abrigo do projeto transfronteiriço Flumen Durius, financiado por fundos comunitários.

O Flumen Durius foi dotado de cerca de 1,8 milhões de euros, financiados em 75% por fundos da União Europeia através do programa de cooperação transfronteiriça INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020.

“Contamos com cerca de 600 atletas, já inscritos, e acreditamos que mais de um milhar de pessoas possam afluir ao Douro internacional, ao longo dos três dias de duração desta iniciativa desportiva que se realiza em Miranda do Douro e pretende ser a primeira do género na península Ibérica”, indicou à Lusa Artur Nunes.

O também presidente da Câmara de Miranda do Douro explicou que estão previstas várias modalidades desportivas (umas profissionais e outras amadoras), como BTT, canoagem, corrida de montanha, tiro com arco, caminhadas noturnas, entre outras atividades desportivas e de lazer.

“A prova de BTT terá uma distância de 123 quilómetros, enquanto os praticantes de corrida de montanha terão de percorrer 52 quilómetros. Já os atletas ligados à canoagem têm pela frente um percurso de 17 quilómetros nas águas do rio Douro”, concretizou.

A par do Duero-Douro Challenge haverá pela primeira vez uma feira dedicada aos desportos aventura e ao turismo ativo que reunirá empresários de toda a península Ibérica e não só.

“Será um grande evento que vai envolver desportistas, empresários e comunidade escolar em tempo mais frio, época em que temos de aproveitar para desenvolver todo o potencial transfronteiriço”, frisou Artur Nunes.

Em março, a AIMRD, através do Flumen Durius, já tinha apresentado o “Guia de Rio”, um projeto ibérico que auxilia a descida do Douro, desde a nascente à foz, com a utilização de canoas ou caiaques, percursos perdestes ou de bicicleta.

A iniciativa estende-se desde a nascente do rio Douro, nos picos de Urbión, em Espanha, e estende-se ao longo de mais de 890 quilómetros extensão até alcançar a foz, na cidade do Porto, dividindo-se o percurso em 26 etapas.

FYP // ROC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS