Ministro da Defesa acusa TVI de falta de noção no caso da entrevista de Mário Machado

João Cravinho, comparou a TVI aos incendiários, reagindo à polémica presença de Mário Machado, entrevistado por Manuel Luís Goucha no programa Você na TV

«Vivemos tempos complexos, e é preciso ter a noção que uma atitude destas por parte da estação em causa não é muito diferente de quem ateia incêndios pelo prazer de ver as labaredas», escreveu João Cravinho na sua conta pessoal no Twitter.

 

Mário Machado, líder do partido Nova Ordem Social e fundador da organização de extrema-direita Portugal Hammerskins foi entrevistado por Manuel Luís Goucha no programa Você na TV, iniciando uma onda de revolta no país.

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) recebeu ao longo do dia de ontem inúmeras queixas de telespectadores e até de organizações como a SOS Racismo e irá agora analisar as mesmas.

Segundo a organização anti-racismo, a TVI ‘estendeu’ «o tapete a um dos chefes de fila da extrema-direita portuguesa, sobejamente conhecido por defender o fascismo e o racismo e a violência a eles associada». Em comunicado, a entidade menciona ainda que «Dar palco à ideologia fascista e racista seja em que circunstância for, não é nenhum exercício de liberdade de expressão é, antes pelo contrário, contribuir para perigar os alicerces do Estado de Direito Democrático e constituiu uma afronta aos valores de liberdade, dignidade e igualdade».

«A TVI argumenta com a liberdade de expressão para justificar o convite a quem esteve mais de 12 anos preso por vários crimes, alguns envolvendo crimes de ódio racial», afirma a SOS Racismo.

Convite a Mário Machado acabou por ser polémico

O apresentador do programa do quarto canal, Manuel Luís Goucha, encontra-se no meio da polémica após ter colocado na sua página do Facebook um ‘anúncio’ da entrevista e de se ter referido a Machado como «autor de algumas declarações polémicas».

A pontapé de saída para a entrevista, dado pelo apresentador, foi baseado no tema «Precisamos de um novo Salazar?». O líder do NOS afirmou que hoje em dia seriam necessários «dois ou três Salazares». Mário Machado afirmou ainda que pode ser o ‘Salazar’ que Portugal necessita.

Em nota à imprensa, a ERC afirma que as queixas «serão apreciadas pelos serviços da ERC, nos trâmites habituais».

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Ministro da Defesa acusa TVI de falta de noção no caso da entrevista de Mário Machado

João Cravinho, comparou a TVI aos incendiários, reagindo à polémica presença de Mário Machado, entrevistado por Manuel Luís Goucha no programa Você na TV