Ministra da Saúde quer que todos os portugueses tenham um enfermeiro atribuído

A ministra da Saúde quer que todos os portugueses tenham um enfermeiro de família atribuído até ao final da próxima legislatura, à semelhança da meta traçada para os médicos.

Ministra da Saúde quer que todos os portugueses tenham um enfermeiro atribuído

Ministra da Saúde quer que todos os portugueses tenham um enfermeiro atribuído

A ministra da Saúde quer que todos os portugueses tenham um enfermeiro de família atribuído até ao final da próxima legislatura, à semelhança da meta traçada para os médicos.

A ministra da Saúde, Marta Temido, quer que todos os portugueses tenham um enfermeiro de família atribuído até ao final da próxima legislatura, à semelhança da meta traçada para os médicos de família, afirmou na  abertura do Congresso Internacional de Enfermagem de Saúde Familiar, em Lisboa.

LEIA DEPOIS
Mais de 300 portugueses em programa de educação alimentar reduziram consumo de sal

“Prestação de cuidados deve ser feita em equipa”, diz ministra

“Consta do programa eleitoral o objetivo de atribuir médico de família a todos os portugueses. A essa meta juntámos, com a perceção cada vez maior que a prestação de cuidados deve ser feita em equipa, a meta de ter também um enfermeiro especialista em saúde familiar”, afirmou Marta Temido, que continuará à frente do Ministério da Saúde no XXII Governo Constitucional.

Em declarações aos jornalistas, a ministra estimou que, atualmente, cerca de 70% das equipas de saúde familiar já tenham a inclusão de um enfermeiro especialista. A ministra frisou, contudo, que o primeiro objetivo é garantir médico de família a todos os utentes do Serviço Nacional de Saúde, meta que estava definida no anterior programa do Governo e que não foi cabalmente cumprida durante a legislatura.

 LEIA MAIS
Português com Parkinson sagra-se vice campeão mundial de ténis de mesa
Previsão do tempo para quinta-feira, 17 de outubro

Impala Instagram


RELACIONADOS