Ministério Público arquiva desvio de donativos de Pedrógão Grande

Ministério Público arquiva desvio de donativos de Pedrógão Grande

O Ministério Público arquivou o inquérito sobre a suspeita de desvio dos donativos armazenadas em dois armazéns de Pedrógão Grande cedidos pelo município.

O Ministério Público arquivou o inquérito sobre as suspeitas de desvio de donativos às vítimas dos incêndios de pedrógão grande.

A notícia é avançada pelo semanário SOL, que cita fonte ligada ao processo. A decisão tomada deveu-se ao facto de a investigação se ter deparado com uma «dificuldade insuperável», uma vez que «enquanto em relação às instituições estas dispunham de listagens dos bens doados, isso já não acontecia com os cidadãos particulares que agiram movidos pela solidariedade sem guardarem qualquer fatura das compras efectuadas».

A Câmara de Pedrógão Grande tinha sido acusada de guardar em armazéns dezenas de donativos que deveriam ter sido entregues às vitimas dos incêndios de 2017. O presidente da autarquia já tinha desmentido.

Os donativos encontram-se armazenados em armazéns cedidos pela câmara de Pedrógão Grande. O processo em causa foi instaurado na sequência de uma notícia publicada pelo jornal Expresso, a 28 de julho de 2018, que denunciava a suspeita de desvio de donativos, em dinheiro e em bens materiais, efetuados na sequência do incêndio em junho de 2017 que afetou o concelho de Pedrógão Grande.

O despacho do Ministério Público, de 26 de fevereiro de 2019, concluiu não ter sido demonstrado o desvio de qualquer verba doada, fosse por parte da autarquia ou por outrem. Todos os cheques recebidos e donativos em dinheiro terão sido depositados em conta. O MP concluiu também que os montantes depositados na conta aberta junto do BPI com a designação «Município de Pedrógão Grande – Incêndios 2017» se mantêm intocados.

 

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quinta-feira

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Ministério Público arquiva desvio de donativos de Pedrógão Grande

O Ministério Público arquivou o inquérito sobre a suspeita de desvio dos donativos armazenadas em dois armazéns de Pedrógão Grande cedidos pelo município.