Ministério diz estar a trabalhar com técnicos de diagnóstico mas lembra prioridades do país

Ministério diz estar a trabalhar com técnicos de diagnóstico mas lembra prioridades do país

A ministra da Saúde afirmou hoje que o Governo está a trabalhar para tentar aproximar-se às expectativas dos técnicos de diagnóstico e terapêutica, mas lembrou que é necessário “escolher as prioridades certas”.

“Continuamos a trabalhar no sentido de nos aproximarmos às expectativas [dos técnicos de diagnóstico e terapêutica]”, afirmou hoje aos jornalistas a ministra Marta Temido.

A ministra lembrou que, na próxima segunda-feira, haverá reuniões com os sindicatos que representam estes profissionais, que começaram hoje uma greve que irá decorrer, em dias intercalados, ao longo deste mês.

Apesar de considerar que o Governo tem feito “o máximo caminho possível para responder às aspirações” destes profissionais, a ministra da Saúde avisa que há que olhar para as prioridades do país.

“Aplica-se a este grupo profissional o que se aplica a outros: os portugueses não nos perdoariam se não escolhêssemos as prioridades certas. Isso implica combinar um conjunto de respostas que muitas vezes são conflituantes”, declarou Marta Temido à margem de uma sessão em Lisboa onde foi apresentada o relatório do Conselho Nacional de Saúde “Gerações Mais Saudáveis”.

A ministra lembrou que o atual Governo “procedeu à revisão da carreira dos técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica”, mas reconheceu que falta tratar dos temas da transição de alguns profissionais para a nova carreira, bem como da tabela remuneratória.

ARP // PMC

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Ministério diz estar a trabalhar com técnicos de diagnóstico mas lembra prioridades do país

A ministra da Saúde afirmou hoje que o Governo está a trabalhar para tentar aproximar-se às expectativas dos técnicos de diagnóstico e terapêutica, mas lembrou que é necessário “escolher as prioridades certas”.