Mini-saia da Zara é retirada depois de polémica com símbolo racista

Uma mini-saia de ganga da Zara foi retirada do mercado por ter estampado um sapo semelhante a um ícone racista associado à extrema-direita norte-americana

Milhares de pessoas mostraram a sua indignação nas redes sociais, depois de a jornalista e fotógrafa norte-americana, Meagan Fredette, ter partilhado uma fotografia de uma mini-saia de ganga da Zara com um sapo estampado, bastante semelhante à ilustração de Pepe, The Frog, de Matt Furie.

“O meu pensamento inicial foi: eles não têm ideia do que estão a fazer!”,

afirmou Meagan Fredette à publicação online Dazed.

Depois da jornalista ter partilhado o link da mini-saia no Twitter, a polémica entre os internautas instalou-se e a marca de roupa espanhola retirou a saia de imediato da loja online.

Pepe é um cartoon de um livro de banda desenhada criado, em 2005, por Matt Furie chamado Boy’s Club. Pepe é um sapo com corpo humano, que no início de 2015 foi alegadamente apropriado com um símbolo racista pela corrente de extrema-direita neo-nazi norte-americana, Alt-right. Pepe, The Frog, voltou a ser especialmente falado durante as últimas eleições presidências dos Estados Unidos da América que deram a direcção do país a Donald Trump. Em 2016, o sapo foi classificado como um ícone de ódio pela Liga Anti-Difamação.

Clique na galeria e veja a controversa mini-saia da Zara

 

Mais

RELACIONADOS