Menina de 6 anos torturada por tio com ferro até à morte [fotos e vídeo]

Sabrina, de seis anos, foi espancada pelo tio e deixada ao relento em sofrimento. As outras três crianças feridas assistiram à tortura e morte da menina.

Menina de 6 anos torturada por tio com ferro até à morte [fotos e vídeo]

Sabrina, de seis anos, foi espancada pelo tio e deixada ao relento em sofrimento. As outras três crianças feridas assistiram à tortura e morte da menina.

Bruno Diocleciano da Silva, 19 anos, e a namorada, de 17, passaram a cuidar de quatro crianças, com idades compreendidas entre um e oito anos, após a detenção dos progenitores por tráfico de droga. Desde há cinco meses, e de acordo com vizinhos, os atos de violência contra as crianças eram recorrentes. Antônio Jares, 33 anos, contou que o último episódio antes da morte de Sabrina, de seis anos, ocorreu na noite de terça-feira, dia 25 de maio. «Por volta de meia-noite, eu abro a janela e vejo a tia a arrastar a menina pelos cabelos, aqui, na rua. Era um relacionamento conturbado. Escutávamos brigas todos os dias», contou.

LEIA DEPOIS
«Vou amar-te sempre», promete Laura Figueiredo de luto pelo irmão morto em acidente

Menina e irmãos torturados e espancados

«As crianças viveram os últimos meses com tortura e espancamento constantes», revela Antônio Humberto Costa

Segundo Antônio Humberto Costa, o delegado responsável pelo caso e coordenador do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) do município goiano, «as crianças viveram os últimos meses com tortura e espancamento constantes». «Nós, que estamos habituados a trabalhar com violência, achamos esse caso particularmente chocante. Uma violência absurda. Um facto animalesco. Uma selvajaria sem precedentes», afirmou em conferência de imprensa. Sabrina Cabral foi espancada antes de falecer. Após a agressão violenta, a menina teria sido deixada ao relento. O irmão, de oito anos, contou aos agentes da autoridade que ela foi espancada com um «vergalhão de ferro e um pedaço de madeira». Além de Sabrina, os tios maltratavam e agrediam outras três crianças, um rapaz de 8 anos, uma menina de quatro e outra de um.

Sabrina Cabral encontrada ainda viva, «em agonia»

Vizinho chegou ao local e deparou-se com Sabrina viva, mas «em agonia, com espuma branca na boca»

Um vizinho que chegou ao local na tentativa de socorrer a menor deparou-se com a menina «em agonia, com espuma branca na boca» e «dores no peito». Os pais das quatro crianças, Silvoney de Jesus dos Santos e Daniela de Jesus Cabral, foram presos por tráfico de droga em fevereiro deste ano. Desde então, cumprem penas no regime fechado em prisões do Distrito Federal. Os tios – Bruno Deocleciano da Silva, de 19 anos, e a namorada, de 17, passaram a cuidar dos menores. Contudo, as crianças eram torturadas e sofriam de subnutrição.

Marcas «antigas de ferro de passar a roupa e fraturas nos braços»

Preso por matar sobrinha e ferir outras quatro crianças [vídeo]
«Sabrina tentou esconder-se debaixo da mesa e, mesmo assim, foi agredida com pontapés na cabeça», revela a Polícia
Segundo o delegado responsável pela investigação do caso, os agressores não demonstraram arrependimento no momento do depoimento. De acordo com a tia, suspeita de homicídio, Sabrina «tentou esconder-se debaixo da mesa e, mesmo assim, foi agredida com pontapés na cabeça». Outra menina, de quatro anos, foi internada no Hospital Santa Rita de Cássia e posteriormente transferida para o Hospital Regional de Planaltina. Apresenta «lesões antigas, como marcas de ferro de passar roupa e duas fraturas no braço». As outras duas vítimas foram encaminhadas para um abrigo no município do Entorno, após receberem alta médica.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para segunda-feira, 3 de junho
Corpo de mulher recolhido durante velório no Cartaxo
José Antonio Reyes «não merece uma homenagem como se fosse um herói»

Impala Instagram


RELACIONADOS