Meio milhão de espectadores foi ao cinema em fevereiro e há menos salas a funcionar

Meio milhão de espectadores foi ao cinema em fevereiro, ou seja, menos de metade do que em fevereiro de 2020, pré-pandemia, e há menos 49 salas a funcionar, revelou hoje o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).

Meio milhão de espectadores foi ao cinema em fevereiro e há menos salas a funcionar

Meio milhão de espectadores foi ao cinema em fevereiro e há menos salas a funcionar

Meio milhão de espectadores foi ao cinema em fevereiro, ou seja, menos de metade do que em fevereiro de 2020, pré-pandemia, e há menos 49 salas a funcionar, revelou hoje o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).

Os dados mensais disponibilizados pelo ICA indicam que em fevereiro as salas de cinema contaram com 512.965 espectadores e 2,8 milhões de euros de receita de bilheteira.

Comparando com fevereiro de 2021, mês em que os cinemas estiveram encerrados no âmbito das medidas de contenção da covid-19, regista-se agora uma subida de 100%, em termos de variação homóloga (variável entre o mês corrente e o mesmo mês do ano anterior).

No entanto, olhando para os dados de fevereiro de 2020, os hábitos de consumo de cinema no circuito comercial em Portugal estão ainda aquém dos praticados em pré-pandemia.

Segundo o ICA, em fevereiro de 2020, registaram-se 1,1 milhões de espectadores e 6,3 milhões de euros de receita bruta de bilheteira, mais do dobro do que em fevereiro passado.

Há ainda a registar uma redução do número de salas com exibição regular de cinema.

De acordo com o ICA, em 2021 a exibição de cinema decorreu em 543 salas, ou seja, em mais 49 salas do que em fevereiro de 2022.

Verificando por distritos, Beja perdeu metade das salas de cinema, tendo estado apenas a funcionar regularmente três em fevereiro passado.

Aveiro tinha 11 salas a funcionar (menos seis do que em 2021) e Portalegre passou de cinco para duas salas.

Nos Açores, o número de salas contabilizadas passou de nove para cinco.

No distrito do Porto, o ICA indica que o circuito de exibição regular perdeu sete salas, para um total de 94 ecrãs.

Por causa da pandemia da covid-19 e das medidas restritivas para a conter, a Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas chegou a alertar em 2021 que o mapa da exibição de cinema poderia “encolher de forma bastante substancial”.

Em fevereiro, o filme mais visto em Portugal foi “Uncharted”, de Ruben Fleischer, com 156.720 espectadores.

O ICA considera que o filme português mais visto este ano é “O homem que matou D. Quixote”, de Terry Gilliam, com 5.518 espectadores, embora seja uma coprodução portuguesa minoritária, parcialmente rodada em Portugal.

SS // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS