Médicos e enfermeiros do Hospital São João só têm direito a uma máscara por turno

Portal de Notícias Impala teve acesso ao e-mail enviado ontem à noite aos profissionais de saúde, que terão acesso a apenas uma máscara por turno.

Médicos e enfermeiros do Hospital São João só têm direito a uma máscara por turno

Médicos e enfermeiros do Hospital São João só têm direito a uma máscara por turno

Portal de Notícias Impala teve acesso ao e-mail enviado ontem à noite aos profissionais de saúde, que terão acesso a apenas uma máscara por turno.

Enfermeiros e médicos do Hospital São João, no Porto, foram no domingo «apanhados de surpresa» pelo envio de um e-mail com novos procedimentos no que se refere às medidas de proteção em fase de pandemia com o coronavírus, que provocou a primeira morte em Portugal, vítima da doença Covid-19. O documento, enviado pela direção do hospital, refere que «será fornecido a cada profissional de saúde uma máscara cirúrgica, sendo da responsabilidade de cada profissional a conservação da mesma durante o turno de trabalho». Os turnos dos profissionais são de oito horas mas podem estender-se até 18 horas ininterruptas, caso haja necessidade.

Fonte do Hospital São João garante que máscaras se tornam ineficazes ao fim de «quatro horas»

Em declarações ao Portal de Notícias, fonte do Hospital São João explica que «as máscaras cirúrgicas não podem ser usadas mais de quatro horas». Após esse peíodo, «perdem a capacidade de filtração». Nestas condições, «muitos recusam trabalhar». Uma máscara «não é suficiente». «Até porque, para além de só serem seguras por um curto espaço de tempo, temos de a tirar para as pausas». Por exemplo, «para as refeições, o que contamina o material», sublinha.

«Temos muito medo»

A mesma fonte descreve o ambiente que se vive num os principais hospitais do País que recebe utentes infetados com Covid-19. «Há uma calma estranha. Cruzamo-nos com todos os profissionais de máscara e com semblante carregado. Temos muito medo. Muitos não tiveram qualquer formação sobre os procedimentos e vamos recebendo novas informações a conta-gotas. A incerteza é o que torna tudo maias difícil. Muitos estão a levar roupa e produtos de higiene porque nunca sabemos se vamos ou não regressar a casa», conclui.

E-mail reforça a «necessidade de não desperdiçar este tipo de equipamento»

Carta da direção do Hospital São João

O e-mail enviado sobre a utilização das máscaras reforça também a «necessidade de não desperdiçar este tipo de equipamento nesta fase da pandemia de modo a evitar o risco de rutura de stock». O Portal de Notícias aguarda reação da direção do Hospital São João.

Texto: Cynthia Valente | WiN Porto

Impala Instagram


RELACIONADOS