Médicos da urgência de Centro Hospitalar Lisboa Norte rejeitam responsabilidade por problemas

Vários chefes de equipa da Urgência do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, desresponsabilizaram-se de problemas que possam ser provocadas pela falta de profissionais.

Médicos da urgência de Centro Hospitalar Lisboa Norte rejeitam responsabilidade por problemas

Médicos da urgência de Centro Hospitalar Lisboa Norte rejeitam responsabilidade por problemas

Vários chefes de equipa da Urgência do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, desresponsabilizaram-se de problemas que possam ser provocadas pela falta de profissionais.

Lisboa, 07 nov 2019 (Lusa) – Vários chefes de equipa da Urgência do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, desresponsabilizaram-se de problemas que possam ser provocadas pela falta de profissionais, afirmou hoje o Sindicato dos Médicos da Zona Sul.

Em comunicado, o sindicato afirma que 21 chefes de equipa do serviço de urgência do Centro, que inclui os hospitais Pulido Valente e Santa Maria, “entregaram minutas de escusa de responsabilidade dada a situação atual de carência” de médicos.

Por considerarem que não há condições para cuidados de saúde de qualidade e em segurança, os médicos recusam assumir “qualquer responsabilidade pelos acidentes ou incidentes” que possam acontecer por causa do que chamam “deficientes e anómalas condições de organização do serviço causadas pela insuficiência dos meios humanos”.

Referem que as equipas nas escalas da urgência para as noites, madrugadas e fins de semana estão abaixo dos “mínimos recomendados pelo Colégio da Especialidade de Medicina Interna”, mas que continuarão a “prestar os melhores cuidados ao seu alcance”.

Para o Sindicato, a culpa é da “gestão danosa de recursos humanos” da administração e da “política desastrosa” de vários governos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) que provocou a “deserção dos médicos para os privados e estrangeiro”.

Pede ao Ministério da saúde que torne “o SNS atrativo, tanto para os médicos fora do SNS como para aqueles que permanecem e fazem todos os esforços para o manter um serviço público de elevada qualidade”.

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS