Tempestade em Espanha está a caminho de Portugal continental de forma menos severa

O mau tempo que atinge desde quinta-feira o sudeste espanhol, onde já morreram quatro pessoas devido a chuvas torrenciais, deverá afetar Portugal continental

Tempestade em Espanha está a caminho de Portugal continental de forma menos severa

Tempestade em Espanha está a caminho de Portugal continental de forma menos severa

O mau tempo que atinge desde quinta-feira o sudeste espanhol, onde já morreram quatro pessoas devido a chuvas torrenciais, deverá afetar Portugal continental

O mau tempo que atinge desde quinta-feira o sudeste espanhol, onde já morreram quatro pessoas devido a chuvas torrenciais, deverá afetar de forma menos severa Portugal continental, para onde estão previstos aguaceiros e trovoadas a partir de sábado. O cenário foi traçado à agência Lusa pela meteorologista Ângela Lourenço, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para sábado, 14 de setembro

Aguaceiros a partir de sábado

Segundo a meteorologista, a depressão (DANA) que afeta uma parte do território de Espanha irá «gradualmente aproximar-se» de Portugal continental, «perdendo força e intensidade». Em consequência desta depressão, formada nos «níveis mais elevados» da troposfera (camada mais baixa da atmosfera), é possível que ocorram aguaceiros a partir de sábado nas regiões do interior Centro e Sul.

No domingo, a queda de chuva, também em regime de aguaceiros, acompanhada de trovoada mantém-se na região do interior Centro e estende-se ao interior Norte, situação que se prolongará até segunda-feira, de acordo com as previsões.

Ângela Lourenço ressalvou que a precipitação prevista será «muito localizada» e de «distribuição irregular» num mesmo lugar, ao ponto de, por exemplo, chover numa zona de uma localidade durante 10 a 15 minutos e noutra zona, a 10 quilómetros de distância, não chover ao longo do dia.

Chuva será acompanhada de ar quente e húmido

A probabilidade de chuva, que não deverá ser forte, será acompanhada de ar quente e húmido, adiantou a meteorologista do IPMA. O ar manter-se-á quente e seco nas áreas do país onde não deve chover. Na terça e quarta-feira, os aguaceiros poderão continuar de «forma mais generalizada» nas regiões do Norte e Centro, mas por ação de uma outra depressão, que chega ao território continental português a partir do oceano Atlântico, trazendo «ar mais fresco».

A «depressão de níveis altos», a que os espanhóis chamam «gota fria» ou DANA (acrónimo para depressão isolada de níveis altos), provoca aguaceiros e trovoadas e tem no seu centro ar frio, precisou Ângela Lourenço.

LEIA MAIS
British Airways vai cancelar todos os voos a 27 de setembro
Diretor clínico do Garcia de Orta garante escalas de urgência completas com cirurgia geral

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS