Mata cunhada com tiro na cabeça por desacordo sobre obras. Homem está em fuga

Um desacato familiar levou à morte de uma mulher de 30 anos. Foi assassinada com um tiro de caçadeira na cabeça, dado pelo cunhado, que depois se colocou em fuga.

Mata cunhada com tiro na cabeça por desacordo sobre obras. Homem está em fuga

Mata cunhada com tiro na cabeça por desacordo sobre obras. Homem está em fuga

Um desacato familiar levou à morte de uma mulher de 30 anos. Foi assassinada com um tiro de caçadeira na cabeça, dado pelo cunhado, que depois se colocou em fuga.

Um desacato familiar levou à morte de uma mulher de 30 anos. Foi assassinada com um tiro de caçadeira na cabeça, dado pelo cunhado, que depois se colocou em fuga.

Segundo o JN, o crime resultou, terça-feira à noite, de uma discussão familiar. A vítima, Lígia Monteiro Ramires, disse querer fazer obras em casa, para alargar uma das divisões e poder alojar os seus três filhos, que estão institucionalizados. Começou um discussão e o cunhado de Lígia terá pegado numa espingarda de canos serrados. Primeiro agrediu à coronhada o irmão Adolfo, marido da vítima, e disparou dois tiros que atingiram Lígia no pescoço e na cabeça.

Quando o INEM chegou ao local a vítima ainda apresentava sinais vitais, mas o óbito acabou por ser declarado no local. O marido da vítima, Adolfo Monteiro, foi transportado ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e recebeu alta hospitalar anteontem à tarde.

LEIA AINDA
Cartas de Renato Seabra divulgadas: «Sou um bom amigo»
Cartas de Renato Seabra divulgadas: «Sou um bom amigo»
Renato Seabra trocou algumas cartas com uma jornalista portuguesa, residente nos Estados Unidos. Jovem português revela detalhes da vida na prisão e conta que se sente muito sozinho. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS