Marcelo diz que Governo quer resolver problema do Hospital S. João

Marcelo diz que Governo quer resolver problema do Hospital S. João

O Presidente da República garantiu hoje que “há sensibilidade do Governo” para resolver a situação da unidade pediátrica de oncologia do Hospital de São João, Porto.

O Presidente da República garantiu hoje que “há sensibilidade do Governo” para resolver a situação da unidade pediátrica de oncologia do Hospital de São João, Porto, e que este irá contribuir para resolver o problema.

“Do que pude apurar, há uma sensibilidade do Governo para enfrentar esse problema e para desbloquear esse problema. É um problema que conheço bem. É um problema que tem os problemas que todos conhecem e que são antigos, mas vieram agora outra vez a público”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O chefe de Estado, que falava aos jornalistas à margem do congresso da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), que hoje decorre em Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro, apontou “saber que o Governo vai contribuir para resolver o problema”.

“Penso saber que o Governo irá já, ou em tempo oportuno, comunicar que vai contribuir para resolver esse problema. É uma questão tão antiga que eu ainda não era Presidente e já me batia por essa causa”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República reforçou que “há muitos anos que acompanha esta questão”, na qual, disse, até já esteve “razoavelmente envolvido”.

“É uma questão antiga que tem já muitos anos”, reforçou.

Esta reação acontece na sequência de queixas de pais de crianças com doenças oncológicas sobre a falta de condições de atendimento dos seus filhos em ambulatório e também na unidade do ‘Joãozinho’, para onde as crianças são encaminhadas quando têm de ser internadas no Centro Hospitalar de São João, concelho do Porto.

Na terça-feira, o presidente do Hospital de São João, no Porto, afirmou mesmo que as condições do atendimento pediátrico são “indignas” e “miseráveis”, lamentando que a verba para a construção da nova unidade ainda não tenha sido desbloqueada.

O ministro das Finanças está hoje a ser ouvido numa comissão parlamentar conjunta da Saúde e das Finanças para discutir dificuldades financeiras no setor da Saúde, mas com o atendimento pediátrico no Hospital de S. João a impor-se.

A audição ao ministro Mário Centeno já tinha sido pedida pelo grupo parlamentar do PSD há um mês, mas na terça-feira o partido confirmou que iria confrontar o titular da pasta das Finanças com as queixas relativas à degradação da qualidade de atendimento do serviço pediátrico no Hospital de S. João.

 


RELACIONADOS

Marcelo diz que Governo quer resolver problema do Hospital S. João

O Presidente da República garantiu hoje que “há sensibilidade do Governo” para resolver a situação da unidade pediátrica de oncologia do Hospital de São João, Porto.