Mais de 7.950 ocorrências, 4.841 inundações e 88 desalojados desde a semana passada

A Proteção Civil registou mais de 7.950 ocorrências em território nacional, 4.841 inundações e 88 desalojados desde a semana passada, quando começou o quadro de instabilidade meteorológica.

Mais de 7.950 ocorrências, 4.841 inundações e 88 desalojados desde a semana passada

Mais de 7.950 ocorrências, 4.841 inundações e 88 desalojados desde a semana passada

A Proteção Civil registou mais de 7.950 ocorrências em território nacional, 4.841 inundações e 88 desalojados desde a semana passada, quando começou o quadro de instabilidade meteorológica.

Num ponto de situação feito hoje, com dados desde as 00:00 de dia 7 e até às 08:00 de hoje, José Costa, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), disse que estiveram envolvidos nas operações 29.651 operacionais e 9.803 meios terrestres. No total, foram registadas 7.954 ocorrências, a maioria das quais inundações (4.841), seguidas de limpezas de vias (1.017).

Para ler depois
Ruiu troço da muralha do Castelo de Veiros no concelho de Estremoz
Um troço com cerca de cinco metros da muralha do Castelo de Veiros, no concelho de Estremoz, distrito de Évora, ruiu devido ao mau tempo dos últimos dias, revelou hoje o presidente da câmara (… continuar a ler aqui)

O mau tempo que se fez sentir desde a semana passada deixou 88 pessoas desalojadas – “que entretanto podem já ter sido realojadas ou estar em centros de apoio à população” – e provocou ainda 961 quedas de árvores, 573 quedas de estruturas e 527 movimentos de massa (deslizamentos de terras), acrescentou o responsável. Segundo o oficial de operações, houve ainda 15 salvamentos terrestres e 10 salvamentos aquáticos.

Os distritos mais afetados foram Lisboa, com 4.281 ocorrências, Setúbal (849), Santarém (461), Coimbra (343) e Portalegre (307). Em declarações à Lusa, José Costa lembrou que hoje não há já avisos para precipitação emitidos, havendo apenas aviso amarelo para agitação marítima no sul do país (Lisboa, Setúbal, Beja e Faro). O responsável disse ainda que o estado de alerta especial amarelo para as forças e agentes da proteção civil se mantém ativo, pelo menos, até às 23:59 de hoje.

Impala Instagram


RELACIONADOS