Mais antigo grupo do Carnaval de ilha cabo-verdiana promete “festa de arromba” nos 80 anos

Copacabana é o mais antigo grupo de Carnaval da ilha cabo-verdiana de São Nicolau, que passou dois anos sem desfilar devido à covid-19, mas regressa em 2023 logo para comemorar os seus 80 anos, prometendo “festa de arromba”.

Mais antigo grupo do Carnaval de ilha cabo-verdiana promete

Mais antigo grupo do Carnaval de ilha cabo-verdiana promete “festa de arromba” nos 80 anos

Copacabana é o mais antigo grupo de Carnaval da ilha cabo-verdiana de São Nicolau, que passou dois anos sem desfilar devido à covid-19, mas regressa em 2023 logo para comemorar os seus 80 anos, prometendo “festa de arromba”.

“Estamos a recuperar, nós pensamos que as coisas estão a correr bem, nós pensamos que continua a melhorar cada vez mais, para que no próximo ano possamos retomar com aquela grandeza que carateriza o Carnaval de São Nicolau”, perspetivou à Lusa Emanuel Cabral, presidente Associação Copacabana, o grupo mais antigo da ilha e um dos mais antigos de Cabo Verde.

Nos últimos dois anos, a ilha e o país ficaram sem sair às ruas para ‘brincar’ o Carnaval, mas para o Copacabana o regresso no próximo ano tem tudo para ser especial.

“Temos aqui uma ocasião especial que é a comemoração dos nossos 80 anos, daí é importante que nós estejamos minimamente preparados para dar essa resposta, porque os nossos amigos esperem uma boa resposta”, completou.

Segundo o dirigente, essa data redonda já está a ser preparada, e o grupo vai celebrar “com muita pomba e circunstância” com todos os amigos, conhecidos e a população de São Nicolau.

O Carnaval do próximo ano vai ser o regresso da festa do Rei Momo no país, após dois anos sem desfiles por causa das restrições importas para conter a propagação do novo coronavírus.

Por isso, Emanuel Cabral já fez as contas para o Carnaval de 2023, dizendo que vai “valer por quatro”, pelos dois anos suspenso, pelo ano da retoma e pelo aniversário.

“É essa a nossa pretensão, nós vamos tentar fazer para que isso aconteça, primeiro para suprir um pouco o espaço vazio que houve durante estes dois anos devido à paragem forçada”, perspetivou.

Com quase 80 anos, o presidente disse que o grupo está a recolher informações sobre o seu nascimento, mas afirmou que há quem diga que veio do Entrudo português, com influência dos emigrantes.

“Foi-se evoluindo, desde os anos 1930, e o nosso grupo apareceu em 1943”, precisou, dizendo que o objetivo é apresentar todos esses dados no próximo ano, onde se espera “festa de arromba” pelas oito décadas de existência do grupo Copacabana.

“Se Deus quiser, é isso que nós pretendemos. De certeza, com o apoio de todo o mundo vamos conseguir fazer isso”, pediu Emanuel Cabral, antevendo desde já essa ocasião especial para este grupo daquele que é segundo Carnaval mais emblemático de Cabo Verde, logo a seguir ao de São Vicente.

Além do Copacabana, em São Nicolau há mais grupos oficiais do Carnaval, nomeadamente Estrela Azul e Brilho da Zona.

RIPE // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS