Legislativas: Líder do PS não se compromete com data para que todos tenham médico de família

António Costa não se compromete com data para que todos os portugueses tenham médico de família, mas assegura que, se for reeleito, haverá incentivos para tornar essa carreira atrativa.

Legislativas: Líder do PS não se compromete com data para que todos tenham médico de família

Legislativas: Líder do PS não se compromete com data para que todos tenham médico de família

António Costa não se compromete com data para que todos os portugueses tenham médico de família, mas assegura que, se for reeleito, haverá incentivos para tornar essa carreira atrativa.

Lisboa, 09 jan 2022 (Lusa) – O secretário-geral do PS, António Costa, recusou hoje comprometer-se com uma data para que todos os portugueses tenham médico de família, mas assegurou que, se for reeleito primeiro-ministro, haverá incentivos para tornar essa carreira mais atrativa.

Num debate na SIC com o presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, na pré-campanha para as legislativas antecipadas de 30 de janeiro, a saúde foi o tema que ocupou mais tempo no frente a frente.

António Costa admitiu que o Governo não conseguiu cumprir essa meta – assumida ainda na anterior legislatura -, por um lado, porque “o número de utentes aumentou significativamente” e, por outro, porque a carreira de medicina geral e familiar perdeu atratividade.

“Temos dois compromissos muito importantes: a criação de incentivos para a localização de médicos de família nas zonas mais carenciadas e generalizar o modelo de unidades de saúde familiares (USF) de modo a cobrir 80% da população. Julgamos que desse modo vamos ter uma carreira mais atrativa e mais médicos disponíveis”, afirmou.

Desafiado pela moderadora Clara de Sousa com uma previsão sobre o cumprimento da promessa de todos os portugueses terem médico de família, António Costa respondeu com um provérbio popular: “Gato escaldado [de água fria] tem medo”.

“Não vou assumir outra vez uma data de calendário, foi de facto um objetivo que tínhamos fixado e julgávamos possível, não foi possível, vamos fazer de tudo para o conseguir. Nós não desistimos de que todos os portugueses possam ter médico de família”, afirmou.

SMA // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS