Juiz rejeita caução apresentada por Luís Filipe Vieira

Carlos Alexandre recusou a proposta de caução apresentada na semana passada por Luís Filipe Vieira. No entendimento do superjuiz volatilidade do valor das ações coloca em causa o valor da proposta apresentada.

Juiz rejeita caução apresentada por Luís Filipe Vieira

Juiz rejeita caução apresentada por Luís Filipe Vieira

Carlos Alexandre recusou a proposta de caução apresentada na semana passada por Luís Filipe Vieira. No entendimento do superjuiz volatilidade do valor das ações coloca em causa o valor da proposta apresentada.

O juiz Carlos Alexandre recusou a proposta de caução apresentada na semana passada por Luís Filipe Vieira. O magistrado entente que as ações do Benfica e mais de 400 mil euros, correspondente a parte de um imóvel avaliado em 1,2 milhões de euros, não são garantias suficientes para cobrir o valor de três milhões de euros que constam na caução.

De acordo com o “Público”, Carlos Alexandre recusou a proposta apresentada pela defesa de Vieira. Apesar disso, o advogado do ex-presidente benfiquista ainda não foi notificado da decisão. “Pelo menos até ao início desta tarde [quarta-feira], nada recebemos”, disse Magalhães e Silva em declarações ao JN. Na base da decisão do superjuiz está a volatilidade do valor das ações, que nesta altura estarão em alta devido ao interesse do norte-americano John Textor em comprar cerca de 25% da SAD benfiquista.

John Textor mexe com ações do Benfica

O oferecimento engloba as 753 mil ações da Benfica SAD, que esta quarta-feira estavam cotadas em 4,37 euros cada. Ou seja, só o penhor dos títulos vale ao dia de hoje cerca de 3,3 milhões de euros, superando os três milhões exigidos por Carlos Alexandre para libertar Vieira da prisão domiciliária. O Ministério Público considerou que as ações poderiam estar “inflacionadas” devido ao atual interesse do norte americano e que o valor real é, assim, bem mais baixo. A verdade é que nos últimos 180 dias, as ações variaram de um valor mínimo de 2,2 euros até um máximo de 4,4 euros.

O ex-presidente do Benfica quis “assegurar” a aceitação do juiz e juntou às ações um imóvel, avaliado em mais de um milhão de euros. De acordo com fonte judicial, este prédio está situado em Sesimbra e pertence à filha do ex-líder das águias, Sara. Mas o valor do imóvel foi dividido. Vieira quer que o juiz considere para a sua caução apenas 400 mil euros. Os restantes 600 mil serão destinados a assegurar a do filho, Tiago Vieira, também detido na Operação Cartão Vermelho.

LEIA AINDA
Ricardo Salgado fala francês para não ser reconhecido na Sardenha
Ricardo Salgado fala francês para não ser reconhecido na Sardenha
Ricardo Salgado foi apanhado numas férias de luxo na exclusiva ilha italiana da Sardenha. Assim que se apercebeu que teria sido reconhecido, tentou disfarçar começando a falar em francês, mas o grupo não teve dúvidas de que se tratava do antigo banqueiro, de 77 anos. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS