Jardim tropical do Rio de Janeiro classificado Património Mundial pela UNESCO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) decidiu hoje incluir o jardim tropical Sítio Roberto Burle Marx, localizado no Rio de Janeiro, Brasil, na lista do Património Mundial.

Jardim tropical do Rio de Janeiro classificado Património Mundial pela UNESCO

Jardim tropical do Rio de Janeiro classificado Património Mundial pela UNESCO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) decidiu hoje incluir o jardim tropical Sítio Roberto Burle Marx, localizado no Rio de Janeiro, Brasil, na lista do Património Mundial.

A 44.ª sessão do Comité do Património Mundial da UNESCO – que está sediado na cidade de Fuzhou, no sudeste da China, aprovou a candidatura brasileira, tornando-a a 23.ª inscrição do país na lista.

O Sítio Roberto Burle Marx é, segundo o Ministério do Turismo brasileiro, “o legado do arquiteto paisagista que criou o conceito do moderno jardim tropical”.

Localizado na parte ocidental do Rio de Janeiro, cobre mais de 407.000 metros quadrados de área florestal e tem uma coleção de mais de 3.500 espécies de plantas tropicais e subtropicais.

Além de jardins e viveiros, existem também seis lagos e sete edifícios no local, que recebem cerca de 30.000 visitantes por ano e onde o próprio arquiteto paisagista (1909-1994) viveu desde 1973 até à sua morte.

A candidatura estava pendente desde 2020, quando a UNESCO foi obrigada a cancelar o seu evento anual devido à pandemia covid-19.

Até hoje, o Brasil tinha até 22 sítios reconhecidos na Lista do Património Mundial.

A primeira a ser incluída na lista foi a cidade histórica de Ouro Preto, em 1980, e a última, em 2019, Paraty e Ilha Grande.

VM // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS