Irmã biológica de Diana Fialho conta o que sofreu às mãos da assassina

Irmã de Diana Fialho concedeu uma entrevista exclusiva à CMTV. Susana, irmã biológica da assassinada, relembra um passado negro.

A irmã de Diana Fialho, a mulher que matou a mãe adotiva no Montijo, concedeu uma entrevista à CMTV onde preferiu não dar a cara. Susana, irmã biológica da assassina, relembra um passado negro onde durante 8 anos esteve em tribunal depois de ser acusada de maus-tratos por Diana.

«Acusou-me de maus-tratos. Estive 8 anos com um processo complicado que ainda hoje não esqueço», começou por dizer. «Esse processo acabou comigo acusada com dois anos, dois anos e meio de pena suspensa. A Diana foi queixar-se à professora primária de que eu lhe batia com sapatos de salto e colheres de pau. Que a punha a dormir num edredão embrulhada no chão onde ela tinha a cama dela. Só mesmo uma criança diabólica, não tenho outra descrição», afirmou Susana.

Susana acolheu a irmã antes do processo de adoção

Diana foi acolhida por Susana antes do processo de adoção que a entregou a Amélia Fialho, mãe adotiva. A homicida tinha apenas 4 anos quando foi viver com a irmã, sendo que até essa idade viveu com outra irmã que tinha poucas condições. «Viviam em condições muito precárias», refere Susana. «Encontrei a Diana com piolhos, com calçado muito mais pequeno do que o pé dela, roupa muito fina para a época e com fome».

«A Diana era um pouco agressiva, mas ao mesmo tempo meiga. Tinha uma patologia qualquer… violenta. Ela precisava de tratamento, precisava de psicólogos», diz Susana a infância da irmã.

«O fim dela ia ser mesmo este»

Susana reconhece que o fim trágico era inevitável. «O fim dela ia ser mesmo este. Não calculava que fosse tão cedo. Pensei sempre que ela fizesse um bocado a vida negra à senhora com mentiras. Isto é monstruoso, mesmo. Não há palavras para descrever este crime». A irmã assume que percebeu o envolvimento de Diana no crime assim que viu a entrevista dada pela própria à CMTV.

LEIA MAIS

Mulher dá à luz par de gémeos 26 dias depois do nascimento do primeiro filho

Marido de Diana Fialho «aliviado» por poder contar a verdade «A primeira pancada do martelo fui eu que dei»

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Irmã biológica de Diana Fialho conta o que sofreu às mãos da assassina

Irmã de Diana Fialho concedeu uma entrevista exclusiva à CMTV. Susana, irmã biológica da assassinada, relembra um passado negro.