Iraniano que inspirou filme de Spielberg morreu em aeroporto de Paris

O refugiado político iraniano Mehran Karimi Nasseri, que viveu mais de 18 anos no aeroporto parisiense Roissy-Charles de Gaulle e inspirou um filme de Steven Spielberg, morreu hoje, com 77 anos, disse à AFP fonte aeroportuária.

Iraniano que inspirou filme de Spielberg morreu em aeroporto de Paris

Iraniano que inspirou filme de Spielberg morreu em aeroporto de Paris

O refugiado político iraniano Mehran Karimi Nasseri, que viveu mais de 18 anos no aeroporto parisiense Roissy-Charles de Gaulle e inspirou um filme de Steven Spielberg, morreu hoje, com 77 anos, disse à AFP fonte aeroportuária.

Nasseri teve morte por causas naturais pouco antes do meio-dia no Terminal 2F, declarou a fonte da AFP.

Depois de gastar grande parte do dinheiro que tinha conseguido com o filme “Terminal de aeroporto”, realizado por Spielberg, Nasseri tinha regressado ao aeroporto, acrescentou a mesma fonte.

Nascido em 1945 no Irão, Mehran Karimi Nasseri, conhecido como “Sir Alfred”, começou a viver no aeroporto de Roissy, a norte de Paris em novembro de 1988, após uma longa viagem à procura da mãe, que o tinha levado a Londres, Berlim e Amesterdão. Acabava sempre por ser expulso pelas autoridades por não poder apresentar documentos.

Em 1999, obteve o estatuto de refugiado em França e autorização para permanecer no país.

Em Roissy tornou-se uma figura familiar para o pessoal do aeroporto e uma figura emblemática.

Após o filme de 2004, protagonizado por Tom Hanks, terá passado a viver num outro local, em Paris.

EO // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS