Inflação em Macau fixa-se em 1,10% em maio

A taxa de inflação homóloga em Macau subiu, em maio, para 1,10%, devido ao aumento dos salários dos trabalhadores domésticos e de refeições fora de casa, gasolina, gás de petróleo liquefeito e fruta, foi hoje divulgado.

Inflação em Macau fixa-se em 1,10% em maio

Inflação em Macau fixa-se em 1,10% em maio

A taxa de inflação homóloga em Macau subiu, em maio, para 1,10%, devido ao aumento dos salários dos trabalhadores domésticos e de refeições fora de casa, gasolina, gás de petróleo liquefeito e fruta, foi hoje divulgado.

Já a diminuição das rendas de casa, dos preços dos serviços de telecomunicações e da carne de porco atenuaram parte do aumento do índice de preços no consumidor, indicou, a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), em comunicado.

Em maio, o índice de preços no consumidor geral subiu 0,08% comparativamente ao mês anterior, de acordo com a DSEC.

As medidas de restrição e controlo contra a covid-19 levaram Macau, que em 2019 contabilizou quase 40 milhões de visitantes, a fechar a fronteira a estrangeiros e impor uma quarentena obrigatória a quem chega de zonas consideradas de alto risco.

A perda de milhões de turistas levou a quebras sem precedentes na indústria do jogo, fundamental na economia do território, que registou apenas 115 casos de covid-19 desde o início da pandemia, em março de 2020.

O jogo representa cerca de 80% das receitas do Governo e 55,5% do produto interno bruto (PIB) de Macau, numa indústria que dá trabalho a mais de 80 mil pessoas, ou seja, a 17,23% da população empregada.

EJ // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS