Infarmed proíbe venda de teste rápido de autodiagnóstico HIV

Apesar de este dispositivo médico não estar à venda em Portugal, o Infarmed frisa que existe livre circulação de produtos no Espaço Económico Europeu.

Infarmed proíbe venda de teste rápido de autodiagnóstico HIV

Infarmed proíbe venda de teste rápido de autodiagnóstico HIV

Apesar de este dispositivo médico não estar à venda em Portugal, o Infarmed frisa que existe livre circulação de produtos no Espaço Económico Europeu.

O Infarmed proibiu a colocação no mercado do teste rápido de autodiagnóstico HIV, fabricado pelo chinês Zhuhai Encode Medical Engeneering, por falta de conformidade com a diretiva europeia. Apesar de este dispositivo médico não estar à venda em Portugal, o Infarmed frisa que existe livre circulação de produtos no Espaço Económico Europeu.

LEIA DEPOIS
Testemunha viu três homens e uma mulher no local onde foi encontrado corpo de Luís Grilo

Infarmed frisa que existe livre circulação de produtos no Espaço Económico Europeu

Falha foi detetada no âmbito de uma fiscalização da autoridade sueca competente. Apesar de este dispositivo médico não estar à venda em Portugal, o Infarmed frisa que existe livre circulação de produtos no Espaço Económico Europeu e que o produto, que não apresentava a marcação CE, era vendido na internet.

Além de recomendar que este produto não seja usado, o Infarmed solicita ainda que a existência deste teste rápido seja reportada à direção de produtos de saúde do regulador. A falha foi detetada no âmbito de uma fiscalização da autoridade sueca competente.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quarta-feira, 9 de outubro
SIC: Alegado predador de menores engana três apresentadoras

 

Impala Instagram


RELACIONADOS