INEM já encaminhou 552 casos de enfarte agudo do miocárdio este ano

INEM já encaminhou 552 casos de enfarte agudo do miocárdio este ano

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) já encaminhou 552 casos de enfarte agudo do miocárdio neste ano, até 27 de setembro, através da designada Via Verde Coronária.

Esta informação foi divulgada a propósito do dia Mundial do Coração, que se assinala no sábado. A maior parte daqueles casos foi referente a homens (415). Em termos distritais, destacaram-se Porto (124) e Lisboa (121), seguidos por Setúbal (57), Faro (51) e Braga (37).

Por unidade hospitalar, foi o Centro Hospitalar de São João — Hospital de São João que mais casos recebeu (70), seguido pelo Hospital de Braga (64) e Centro Hospitalar e Universitário do Algarve — Hospital de Faro, com 51.

O INEM recorda que alguns dos sinais que podem indicar um enfarte agudo do miocárdio são uma dor no peito de início súbito, com ou sem irradiação ao membro superior esquerdo, costas ou mandíbula, suores frios intensos, acompanhados de náuseas e vómitos.

O reconhecimento precoce dos sinais e sintomas do enfarte agudo do miocárdio é fundamental e deve motivar o contacto imediato com o 112, recordou o INEM.

O Instituto aconselhou alguns procedimentos a ter perante um caso de enfarte agudo do miocárdio, a saber, ligar imediatamente o 112, manter uma atitude calma, sentar o doente, evitar que este faça qualquer tipo de esforço físico como levantar-se, caminhar ou até falar.

O enfarte agudo do miocárdio é uma das principais causas de morte em Portugal, ocorrendo quando se dá uma interrupção súbita do fluxo de sangue nas artérias do coração (coronárias).

A realização de exames médicos de rotina, os hábitos de vida saudáveis, a prática de desporto de forma regular, evitar o tabaco e a vida sedentária são algumas das formas de prevenção recomendadas pelo INEM.

RN // HB

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

INEM já encaminhou 552 casos de enfarte agudo do miocárdio este ano

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) já encaminhou 552 casos de enfarte agudo do miocárdio neste ano, até 27 de setembro, através da designada Via Verde Coronária.