INEM assistiu 380 pessoas na semana passada em Mafambisse

A equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) instalada no hospital de campanha de Mafambisse, em Moçambique, para apoiar as vítimas do ciclone Idai, assistiu 380 pessoas entre 01 e 06 de abril, informou o INEM.

INEM assistiu 380 pessoas na semana passada em Mafambisse

INEM assistiu 380 pessoas na semana passada em Mafambisse

A equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) instalada no hospital de campanha de Mafambisse, em Moçambique, para apoiar as vítimas do ciclone Idai, assistiu 380 pessoas entre 01 e 06 de abril, informou o INEM.

A equipa, constituída por 28 pessoas, chegou a Mafambisse, a cerca de 50 quilómetros da Beira, capital da província de Sofala, no dia 31 de março, desenvolvendo atividade clínica no hospital de campanha e prestando apoio ao centro de saúde local, nas áreas de internamento, sala de partos e consultas externas.

Segundo o comunicado do INEM, a maior parte das assistências médicas envolviam problemas de saúde de menor gravidade.

Trinta e oito pessoas foram assistidas por patologias relacionadas com trauma, 44 devido a infeções do sistema respiratório, febre ou diarreia ou outras e foram diagnosticados nove casos de malária, oito de tuberculose e um de varicela.

Das pessoas assistidas, 184 eram mulheres e 196 homens. 71% tinham entre 18 e 64 anos de idade, 20% tinham menos de 18 anos e cerca de 9% mais de 64 anos de idade.

Os profissionais do INEM realizam ainda três partos e ajudaram uma mulher grávida conseguindo reanimar com sucesso a mãe e o recém-nascido.

O INEM destaca ainda “o considerável número de utentes em idade pediátrica” que recorreram ao hospital, o que levou à necessidade de criar uma ala exclusivamente pediátrica para estes doentes. Desde o início da missão foram atendidas nesta área 74 crianças.

O ciclone Idai atingiu a região centro de Moçambique, o Maláui e o Zimbabué em 14 de março.

Em Moçambique, o ciclone fez 602 mortos e 1.641 feridos e afetou mais de 1,5 milhões de pessoas, segundo o último balanço.

RCR // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS