Hospital de Wuhan nega morte de médico. Coração parou mas “ainda lutam para o salvar”

Vários meio de comunicação chineses, incluindo a Global Times, noticiaram que o médico oftalmologista que alertou a China para o coronavírus tinha morrido mas o hospital de Wuhan vem agora desmentir.

Hospital de Wuhan nega morte de médico. Coração parou mas

Hospital de Wuhan nega morte de médico. Coração parou mas “ainda lutam para o salvar”

Vários meio de comunicação chineses, incluindo a Global Times, noticiaram que o médico oftalmologista que alertou a China para o coronavírus tinha morrido mas o hospital de Wuhan vem agora desmentir.

Vários meio de comunicação chineses, incluindo a Global Times, noticiaram que o médico oftalmologista que alertou a China para o coronavírus tinha morrido mas o hospital de  Wuhan vem agora desmentir.

“Na luta contra a epidemia de pneumonia da nova infeção por coronavírus, o oftalmologista do nosso hospital, Li Wenliang, infelizmente foi infetado. Ele está atualmente em estado crítico e estamos fazendo o possível para ressuscitá-lo “, afirmou o hospital de Wuhan na sua conta oficial do Weibo.

O surto viral que já conta com 563 mortos e mais de 28 mil infetados em todo o mundo.

Ao descobrir o surto, o médico terá enviado uma mensagem aos colegas médicos numa conversa de grupo, a 30 de dezembro, alertando que sete pessoas que ficaram doentes num mercado local tinham sido diagnosticados com um vírus semelhante ao SARS (síndrome respiratória aguda grave) e que estavam de quarentena no hospital onde trabalhava.

Dias depois foi convocado ao Departamento de Segurança Pública para assinar uma carta, em que era acusado de fazer “comentários falsos” e foi investigado por “espalhar boatos”.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) chegou a comentar a morte do médico. Esta quinta-feira, um diretor da OMS expressou tristeza com a notícia da morte. “Estamos muito tristes ao saber da perda de Li Wenliang”, disse Mike Ryan, diretor do programa de Emergências em Saúde da OMS, quando questionado sobre a morte do médico durante uma conferência de imprensa sobre o coronavírus, em Genebra.

“Deveríamos celebrar a sua vida e lamentar a sua morte”, acrescentou Ryan.

(em atualização)

Impala Instagram


RELACIONADOS