Hospital São João desmente médicos e enfermeiros que denunciaram uma máscara por turno

Médicos e enfermeiros do Hospital São João, no Porto, receberam por e-mail a informação de que receberiam «uma máscara por turno». Direção desmente.

Hospital São João desmente médicos e enfermeiros que denunciaram uma máscara por turno

Hospital São João desmente médicos e enfermeiros que denunciaram uma máscara por turno

Médicos e enfermeiros do Hospital São João, no Porto, receberam por e-mail a informação de que receberiam «uma máscara por turno». Direção desmente.

Confrontada com a notícia do Portal de Notícias de que médicos e enfermeiros do São João só têm direito a uma máscara por turno, a direção daquela unidade hospitalar do Porto desmente. A denúncia, feita por fontes hospitalares, veio acompanhada de um e-mail enviado aos funcionários pela própria direção no domingo, 15 de março, que agora, através dos serviços de comunicação, refere que, «pelo contrário, a medida obriga a que todos os colaboradores andem com máscara e naturalmente serão fornecidas as necessárias para substituírem quando necessário».

LEIA DEPOIS
Covid-19. Ordem dos Enfermeiros exige «garantias de segurança» para os profissionais de saúde

Direção do Hospital São João contradiz direção do Hospital São João

Circular enviada a médicos e enfermeiros indica que cada profissional recebe uma máscara, que deve preservar durante o turno, e reforça preocupação com a rutura de stock

Não foi, porém, isto o que foi transmitido aos trabalhadores. A circular anunciava, no ponto 1, que «será fornecida a cada profissional de saúde uma máscara cirúrgica, sendo da responsabilidade de cada profissional a conservação da mesma durante o turno de trabalho». O mesmo ponto reforçava ainda «a necessidade de não desperdiçar este tipo de equipamento nesta fase de pandemia, de modo a evitar o risco de rutura de stock». Na resposta ao Portal de Notícias, a versão é a de que é entregue uma máscara «logo no inicio do turno, na entrada do hospital», o que «permite uma maior abrangência e facilidade para inicio dos trabalhos, sendo as restantes substituídas, sempre que necessário, no serviço onde [os profissionais] se encontram a trabalhar».

«Ninguém nos reportou constrangimento» de equipamento

A direção do Hospital são João diz-nos ainda que «ninguém reportou que houvesse qualquer constrangimento» nesse facto, o que não bate certo com o que a Ordem dos Enfermeiros, na reaçao à nossa notícia, nos disse. Em reunião com a ministra da saúde, na sexta feira passada, «alertámos para esta situação [utilização de uma máscara durante todo o turno], tendo-nos sido garantido que a escassez de EPI estaria ultrapassada nesta semana».

Texto: Cynthia Valente | WiN Porto; Luís Martins | WiN Lisboa

LEIA MAIS
Médicos e enfermeiros do Hospital São João só têm direito a uma máscara por turno

Impala Instagram


RELACIONADOS