Hospital de S. João: Calendário da construção da ala pediátrica está a ser cumprido

Ministra da Saúde congratulou-se hoje no Porto com o cumprimento do calendário estabelecido em outubro de 2018 para a construção da ala pediátrica do hospital de São João, que deverá ficar concluída em 2021.

Hospital de S. João: Calendário da construção da ala pediátrica está a ser cumprido

Hospital de S. João: Calendário da construção da ala pediátrica está a ser cumprido

Ministra da Saúde congratulou-se hoje no Porto com o cumprimento do calendário estabelecido em outubro de 2018 para a construção da ala pediátrica do hospital de São João, que deverá ficar concluída em 2021.

A ministra da Saúde congratulou-se hoje no Porto com o cumprimento do calendário estabelecido em outubro de 2018 para a construção da ala pediátrica do hospital de São João, que deverá ficar concluída em 2021. Marta Temido falava na assinatura do contrato para a construção da obra – orçada em cerca de 25 milhões de euros – entre o Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) e a Casais -Engenharia e construção, selecionada de um conjunto de 14 empresas convidadas.

LEIA DEPOIS
Kevin Spacey está em Lisboa e até já foi ao Lux (fotos)

A nova ala pediátrica do São João ficará ligada ao edifício principal

A ministra considerou que deste processo tirou-se “uma lição importante” salientando que, por vezes, os atalhos não conduzem às melhores soluções. “Foi graças à possibilidade de pôr de parte as questões acessórias e de nos focarmos no essencial que conseguimos, por exemplo, a aprovação da Lei de Bases da Saúde, e foi também por conseguirmos pôr de parte questões pessoais e até institucionais que hoje aqui estamos a assinar este documento”, frisou. A ministra acrescentou que, “nos próximos meses, a Casais irá fazer o que falta para que em 2021” a obra esteja “concretizada”.

A nova ala pediátrica do São João, que ficará ligada ao edifício principal, terá cinco pisos, e mais dois subterrâneos, e capacidade para 98 camas, o que é considerado adequado às necessidades da região. “Vivemos tempos em que, por vezes, nos sentimos divididos, esquartejados entre as tendências populistas que dizem que nada é possível, que a vida é um caos, e aqueles que pensam que tudo é possível e que não vivemos num contexto de recursos limitados, onde é muito importante fazer escolhas”, considerou ainda Marta Temido, na sua intervenção.

Para a ministra, “aquilo que incumbe ao Ministério da Saúde fazer é ser transparente em relação às dificuldades, não as extrapolar e não as esconder, e ter soluções para melhorar a vida de todos e das nossas crianças”. Em 28 de maio, o presidente do Conselho de Administração do hospital, Fernando Araújo, disse que a construção da ala pediátrica deverá começar até ao final do ano.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para sábado, 31 de agosto
Sogra alimenta noivo alcoolizado durante a festa de casamento [vídeo]

Impala Instagram


RELACIONADOS