Hospital Amadora-Sintra “já ultrapassou o limite da sua capacidade”

O bastonário da Ordem dos Médicos afirma que o hospital Amadora-Sintra teve de transferir 50 doentes com a covid-19 para outras unidades de saúde.

Hospital Amadora-Sintra

Hospital Amadora-Sintra “já ultrapassou o limite da sua capacidade”

O bastonário da Ordem dos Médicos afirma que o hospital Amadora-Sintra teve de transferir 50 doentes com a covid-19 para outras unidades de saúde.

“A pressão no hospital é muito grande. O hospital Amadora-Sintra já é um hospital que habitualmente já tem problemas porque está dimensionado para uma população que é muito menor daquela que tem na realidade”, disse aos jornalistas Miguel Guimarães, no final de uma visita àquela unidade de saúde do distrito de Lisboa.

LEIA DEPOIS
Creches mais baratas para famílias que perderam rendimentos com a pandemia

Segundo referiu o bastonário, neste momento no hospital Amadora-Sintra (Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca) estão internados entre 60 a 70 doentes infetados com covid-19, dos quais oito estão em cuidados intensivos.

“Se em tempo normal este hospital já tinha muitas dificuldades, nomeadamente a nível de serviço de urgência, de internamento e a nível dos cuidados intensivos, é evidente que em tempo de pandemia esta situação se agravou”, apontou.

Doentes não covid estão a ficar para trás

Miguel Guimarães alertou ainda para o facto de “muitos doentes” não covid-19 estarem a “ficar para trás” e defendeu a necessidade de serem contratados mais profissionais de saúde.

“Nós precisamos de mais médicos e de enfermeiros. É uma informação que já chegou à senhora ministra e à senhora diretora-geral da Saúde e é fundamental que isso aconteça rapidamente”, sublinhou.

“A transferência de doentes é sempre uma solução para ajudar”

Relativamente à transferência de doentes que tem ocorrido daquele hospital para outros, nomeadamente para o Hospital de Santarém, Miguel Guimarães considerou tratar-se de uma situação natural.

“A transferência de doentes é sempre uma solução para ajudar. Os hospitais de Lisboa e da Grande Lisboa têm de se ajudar uns aos outros”, ressalvou.

O Hospital de Santarém recebeu quatro pessoas infetadas com covid-19 provenientes do Hospital Amadora-Sintra, que tem evidenciado “falta de capacidade” para admitir novos doentes, segundo revelou na segunda-feira à agência Lusa o diretor clínico da unidade hospitalar ribatejana.

LEIA MAIS
Surto de covid-19 no Hospital Egas Moniz
Meteorologia: Previsão do tempo para quarta-feira, 1 de julho

1 – Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2 – Escolha a sua revista

3 – Clique em COMPRAR ou ASSINAR

4 – Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 – Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 – Pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS