Homem morre no Aeroporto de Lisboa após rebentamento de sacos de droga que tinha no organismo

Um homem, de nacionalidade estrangeira, morreu, esta sexta-feira, no Aeroporto de Lisboa, com droga no organismo.

Homem morre no Aeroporto de Lisboa após rebentamento de sacos de droga que tinha no organismo

Homem morre no Aeroporto de Lisboa após rebentamento de sacos de droga que tinha no organismo

Um homem, de nacionalidade estrangeira, morreu, esta sexta-feira, no Aeroporto de Lisboa, com droga no organismo.

Um homem, de nacionalidade estrangeira, morreu esta sexta-feira, 7 de junho, no Aeroporto de Lisboa, com droga no organismo. Segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), a entrada do homem foi recusada hoje «por não comprovação do objetivo da estadia em território nacional». Mais tarde, terá entrado «em colapso devido a complicações decorrentes do transporte de estupefacientes no interior do seu organismo».

O estrangeiro terá ingerido sacos de droga que terão rebentado e provocado a sua morte. Depois de várias tentativas de reanimação, o homem morreu pelas 12h40.

Aeroporto de Lisboa. Situação levou outro passageiro a declarar que também transportava droga no organismo

«Um outro cidadão que, naquele momento, estava igualmente ser instalado no EECIT, ao aperceber-se da situação, declarou também ele transportar 90 bolotas de produto estupefaciente no interior do seu organismo», refere o SEF.

Este passageiro «foi, de imediato, transportado para o hospital de São José, onde ficará em observação e, posteriormente, será entregue à Polícia Judiciária, assim como o produto estupefaciente».

LEIA MAIS

Acidente com autocarro no Dubai faz 17 mortos

Português sufocou com 88 pacotes de droga durante operação policial em Londres

Impala Instagram


RELACIONADOS