“Desta vez ainda foi pior”. Granizo provoca estragos nas vinhas de Vila Real

O granizo e a chuva intensa provocaram estragos em vinhas de Vila Real, pela segunda vez em duas semanas, bem como arrastamento de terras para caminhos e inundações em casa.

“Desta vez ainda foi pior”. Granizo provoca estragos nas vinhas de Vila Real

O granizo e a chuva intensa provocaram estragos em vinhas de Vila Real, pela segunda vez em duas semanas, bem como arrastamento de terras para caminhos e inundações em casa.

O granizo e a chuva intensa provocaram estragos em vinhas de Vila Real, pela segunda vez em duas semanas, Mas “desta vez ainda foi pior”, afirmou Paulo Correia, presidente da Junta de Freguesia de Guiães, no concelho de Vila Real. O autarca disse à agência Lusa que a chuva intensa e o granizo que caíram ao final da tarde de hoje provocaram, “outra vez”, estragos em vinhas, mas também causaram derrocadas para vias e ainda inundações em casas.

“Vinhas que tinham escapado da outra vez, foram destruídas agora”.

A primeira situação relacionada com o mau tempo ocorreu em 31 de maio, provocando estragos nas vinhas, principalmente das freguesias de Abaças e Guiães, ainda em pomares e também nos automóveis para venda e em exposição ao ar livre nos stands localizados na zona industrial. Na sexta-feira, o mau tempo provocou várias inundações, principalmente na cidade de Vila Real, em artérias e também no mercado municipal. Já ontem ao final da tarde, 13 de junho, o granizo atingiu novamente “a corda” entre Abaças, Guiães, Bujões e também Galafura (Peso da Régua), zonas inseridas na Região Demarcada do Douro e onde a viticultura é a principal atividade económica.

Regina Ferro, viticultora em Guiães, disse à Lusa que o granizo “cobriu de branco” as vinhas deste território. “Foi muita chuva e muito granizo, as pedras eram mais pequenas mas até parecia que caía uma nevada”, descreveu. A viticultora referiu que “algumas vinhas que tinham escapado da outra vez, foram destruídas agora”.

Paulo Correia referiu que o granizo voltou hoje a “atingir muita vinha”, que era “muita água” e que as “valetas não tiveram capacidade para escoar”. O autarca salientou que as vias atingidas pelo arrastamento de terras e pedras foram sinalizadas e que, na segunda-feira, se irá proceder à sua limpeza. Segundo informações do Comando Distrital de Operações de Socorro de Vila Real (CDOS), desde as 00:00 de hoje foram contabilizadas 12 inundações provocadas pelo meu tempo, a maioria no concelho de Vila Real.

VEJA AQUI:
Covid-19: Teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de hoje exceto em 4 concelhos
Teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de hoje exceto em 4 concelhos
O teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de hoje, passando a ser recomendado na generalidade do território de Portugal continental, exceto nos quatro concelhos que apresentam elevadas taxas de incidência de covid-19 (… continue a ler aqui)

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS