Governo de Cabo Verde quer “aposta clara” na especialização dos enfermeiros

O ministro da Saúde cabo-verdiano disse hoje que a classe dos enfermeiros foi a que “mais cresceu” nos últimos cinco anos e garantiu uma “aposta clara” na sua especialização, para criar ambiente para trabalho com equipas multidisciplinares.

Governo de Cabo Verde quer

Governo de Cabo Verde quer “aposta clara” na especialização dos enfermeiros

O ministro da Saúde cabo-verdiano disse hoje que a classe dos enfermeiros foi a que “mais cresceu” nos últimos cinco anos e garantiu uma “aposta clara” na sua especialização, para criar ambiente para trabalho com equipas multidisciplinares.

“Implementámos a carreira da enfermagem, apoiamos a realização de mestrados em várias áreas, entre elas maternoinfantil, saúde pública, enfermagem comunitária, comparticipando em 40% no pagamento das propinas”, enumerou Arlindo do Rosário, citado pela Inforpress.

O governante falava, na ilha de São Vicente, na cerimónia da abertura do encontro de reflexão em comemoração ao Dia Mundial do Enfermeiro, que se assinala hoje, adiantando ainda que foi feita a reclassificação de 60 enfermeiros, que fizeram o complemento de licenciatura, permitindo o seu enquadramento na carreira.

O ministro sublinhou que a classe dos enfermeiros foi a que “mais cresceu” nos últimos cinco anos, tendo mais de 900 enfermeiros no Serviço Nacional de Saúde (SNS), sendo que metade entrou no período de 2016-2021.

E num “futuro próximo” prometeu uma “aposta clara” na especialização, com formação contínua e criando ambientes para o trabalho com equipas multidisciplinares.

“Vamos prosseguir o diálogo com a classe, auscultá-la, ouvir e debater propostas e juntos definiremos as melhores estratégias com vista a soluções cada vez mais assertivas”, perspetivou o titular da pasta da Saúde de Cabo Verde.

Além de tudo isso, sublinhou o facto de o Governo ter aprovado a lei que cria a Ordem dos Enfermeiros de Cabo Verde, cujas eleições para os órgãos sociais deverão acontecer em breve.

A Comissão Instaladora da Ordem dos Enfermeiros de Cabo Verde conta com 1.112 enfermeiros inscritos a nível nacional.

Numa mensagem para assinalar o dia, o Presidente Jorge Carlos Fonseca destacou o papel dos mais de mil enfermeiros do país no combate à pandemia de covid-19, mas admitiu que a classe ainda enfrenta vários desafios, como o enquadramento dos licenciados e a aposta na especialização.

Em declarações à Inforpress, a presidente da Comissão Instaladora da Ordem dos Enfermeiros de Cabo Verde, Evanilda Santos, pediu para que os colegas fossem enquadrados na especialidade para melhorar o conhecimento.

“Estamos a aguardar um plano de especialidade para podermos enquadrar os enfermeiros e melhorar assim o conhecimento dos profissionais em áreas específicas e trabalhar para maior equidade em relação aos médicos”, disse.

O dia está a ser assinalado em Cabo Verde com várias atividades, sob o lema “Enfermeiro, uma voz para liderar, uma visão para o futuro dos cuidados de saúde”.

RIPE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS