Governo da Guiné-Bissau dá ordem à polícia para deixar entrar população nas comemorações da independência

O ministro do Interior da Guiné-Bissau, Botché Candé, ordenou hoje à polícia guineense para deixar entrar a população no estádio nacional, onde vai decorrer a cerimónia de celebração da independência, com a utilização de máscara.

Governo da Guiné-Bissau dá ordem à polícia para deixar entrar população nas comemorações da independência

Governo da Guiné-Bissau dá ordem à polícia para deixar entrar população nas comemorações da independência

O ministro do Interior da Guiné-Bissau, Botché Candé, ordenou hoje à polícia guineense para deixar entrar a população no estádio nacional, onde vai decorrer a cerimónia de celebração da independência, com a utilização de máscara.

O anúncio foi feito aos microfones do estádio nacional pelo mestre de cerimónia.

A polícia guineense está a deixar entrar a população no estádio, mas à entrada as pessoas são obrigadas a desinfetar as mãos e a colocar uma máscara, oferecida pelas autoridades guineenses.

O Alto-Comissariado para a Covid-19 da Guiné-Bissau apelou esta semana para as pessoas cumprirem com as regras de prevenção do novo coronavírus nas comemorações do dia da independência para evitar um aumento dos contágios.

A cerimónia no estádio nacional vai ser transmitida em direto pela televisão pública guineense, com o apoio da televisão senegalesa.

A Guiné-Bissau celebra hoje o seu 47.º aniversário de proclamação da independência com a presença de várias personalidades internacionais, incluindo quatro chefes de Estado africanos e o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva.

Às primeiras horas do dia de hoje o estádio nacional tinha pouca população, mas à medida que as horas foram passando e com o fim da chuva as pessoas começaram a chegar ao estádio para assistir à cerimónia.

MSE // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS