GNR multa 60 pessoas por apanha ilegal de amêijoa em Alcochete

A GNR multou 60 pessoas, na quarta-feira, por captura de amêijoa sem licenciamento, numa zona onde esta atividade é interdita, na praia do Samouco, em Alcochete, no distrito de Setúbal.

GNR multa 60 pessoas por apanha ilegal de amêijoa em Alcochete

GNR multa 60 pessoas por apanha ilegal de amêijoa em Alcochete

A GNR multou 60 pessoas, na quarta-feira, por captura de amêijoa sem licenciamento, numa zona onde esta atividade é interdita, na praia do Samouco, em Alcochete, no distrito de Setúbal.

A GNR multou 60 pessoas, na quarta-feira, por captura de amêijoa sem licenciamento, numa zona onde esta atividade é interdita, na praia do Samouco, em Alcochete, distrito de Setúbal. “No decorrer da operação foram elaborados 60 autos de contraordenação e apreendido material no valor estimado superior a 80 mil euros”, avançou a GNR, em comunicado.

Na quarta-feira, esta força de segurança realizou uma operação de fiscalização à apanha de bivalves na praia do Samouco procurando, em simultâneo, identificar a eventual exploração de imigrantes em situação ilegal, que estivessem a participar nesta atividade.

LEIA DEPOIS
Estado português condenado a pagar 20 mil euros por despedimento ilegal de empregada de embaixada

Identificadas cerca de 600 pessoas que estavam a praticar a atividade

Durante a investigação foram apreendidas oito toneladas de amêijoa japonesa e identificadas cerca de 600 pessoas que estavam a praticar a atividade ou que tinham bivalves em sua posse.

Deste número de cidadãos, 210 eram estrangeiros e “40 foram notificados para abandono voluntário do país”, segundo os dados atualizados hoje pela GNR. Além disso, acrescentou a força de segurança, três pessoas foram detidas “por desobediência após notificação para abandono do país” e outras duas foram notificadas “para comparecer na delegação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Setúbal”.

 Restaurante no local suspenso e multado por “falta de condições de higiene”

Um restaurante que se situa no local também foi suspenso e multado por “falta de condições de higiene”, sendo apreendida “diversa documentação relacionada com os ilícitos verificados no local”, indicou. Segundo o comandante da GNR no Montijo, que coordenou a operação, Ricardo Samouqueiro, as coimas para a apanha ilegal de bivalves podem atingir os 3750 euros. Segundo a força policial, os bivalves, “por parecer da autoridade veterinária, foram destruídos em local próprio para o efeito”.

LEIA MAIS
Meteorologia: Previsão do tempo para esta sexta-feira, 14 de fevereiro
Óbidos | Jovem de 17 anos está desaparecido. Bombeiros pedem ajuda

Impala Instagram


RELACIONADOS