GNR de Avis despejada de quartel. Proprietário fartou-se de esperar pelo Governo

A GNR de Avis foi despejada do degradado quartel, porque o proprietário ficou cansado de esperar que o Governo construísse o novo posto

GNR de Avis despejada de quartel. Proprietário fartou-se de esperar pelo Governo

GNR de Avis despejada de quartel. Proprietário fartou-se de esperar pelo Governo

A GNR de Avis foi despejada do degradado quartel, porque o proprietário ficou cansado de esperar que o Governo construísse o novo posto

A GNR foi despejada do próprio posto do município de Avis, Alto Alentejo. De acordo com a TSF, o proprietário das instalações fartou-se de esperar pela construção do novo posto, avança à TSF o presidente da autarquia, Nuno Silva.

O responsável pelo município teve de encontrar apressadamente novas instalações para a localidade não ficar sem os militares. Nuno Silva cedeu gratuitamente um edifício em Avis ao Ministério da Administração Interna, enquanto não se arranja uma alternativa definitiva.

Há mais de 20 anos que a localidade espera a construção de um quartel da GNR. Cansado de esperar, há dois anos, o proprietário do degradado e sem condições posto da GNR terá dito à polícia que ou comprava o imóvel ou abandonava-o.

Na altura, a GNR decidiu deixar o edifício e um outro espaço foi decidido para a autoridade. No entanto, até hoje, devido a diversos atrasos e obstáculos a obra para o novo quartel nem sequer arrancou.

Nuno Silva não esconde que a situação é “caricata” e que um quartel provisório não é solução. O autarca ainda destaca que já tinha alertado o Governo para a situação e para o risco de despejo.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para sexta-feira, 31 de maio

Bebé nasce com 3 voltas do cordão umbilical no pescoço e a imagem torna-se viral

Impala Instagram


RELACIONADOS